Juliano Nery Juliano Nery 6/1/2012

Come quieto

Foto de propaganda da PrefeituraR$ 5 milhões?!

Começo 2012, como encerrei 2011, abordando os gastos do poder público municipal. Se naquela feita o valor do recurso que me deixou indignado era para o aumento de salário dos vereadores para 2013, desta vez, trata-se do aporte para o desenvolvimento da publicidade da Prefeitura Municipal de Juiz de Fora, para o exercício deste último ano de mandato. O povo mineiro tão acostumado à discrição e à cautela para desenvolver suas ações encontra arrojo na gestão 2009-2012 que, paradoxalmente, utiliza comercial de TV, veiculado em diversas cidades da Zona da Mata, para informar aos cidadãos que está trabalhando em silêncio em prol de Juiz de Fora...

E foi nesta semana, agora, que fui lembrado pela companheira de trabalho, Renata de Oliveira e Oliveira, que reforçou uma característica intrínseca ao povo mineiro. "Vocês são todos 'come quieto'", sentenciou a paulistana, acostumada a andar pelas paragens de Minas Gerais há mais de um ano. Eu concordo e acho isso legal: somos mais afeitos a fazer do que a falar do que fizemos.

É estranho demais ver uma administração municipal se vangloriar de feitos, sendo que muita coisa ainda está por fazer, como o Restaurante Popular, a UPA da Zona Norte, a reforma da Praça da Estação... E o recurso, ora alocado na veiculação de publicidade e de peças de comunicação municipais, poderia, como mostrou, brilhantemente, o subeditor da ACESSA.com, Clecius Campos, ser destinado a essas obras, fundamentais para que os munícipes pudessem realmente conhecer essa gestão que, intitulou-se, "Nova". Vale lembrar que o expediente de utilizar maciço aparato comunicacional e com considerável aporte de divisas já foi utilizado anteriormente, pela gestão Ação e Resultado, aquela na qual o líder não conseguiu concluir o mandato em 2008 e que inspirou um chamado à novidade, que, diga-se de passagem, não passa por outdoors, propagandas de TV.

O que o povo deseja de uma gestão é algo mais funcional do que a interrupção de uma via tronco, como a avenida Rio Branco, para troca de postes de iluminação durante o horário de pico, como ocorreu esta semana, na hora do almoço. Asfalto de qualidade, para que não ocorra buracos como o da Deusdedith Salgado, coleta de lixo adequada e eficiente, melhorias no trânsito, preço justo no transporte, remuneração condizente para professores e trabalhadores municipais... Tem tanta coisa que pode fazer uma boa imagem da Prefeitura... Melhorias que poderiam, quem sabe, utilizar este recurso de R$ 5 milhões...

Espero que, no decorrer do ano, eleitoral por sinal, eu não tenha motivos para começar novas crônicas com valores financeiros. E que utilizemos mais os princípios que norteiam nossa mineiridade e do slogan municipal, que é o de fazer mais e discretamente, ao invés de anunciar.

Juliano Nery acredita que a expressão "como quieto" é uma grande qualidade.

Mais artigos

Juliano Nery é jornalista, professor universitário e escritor. Graduado em Comunicação Social e mestre na linha de pesquisa Sujeitos Sociais, é orgulhoso por ser pai do Gabriel e costuma colocar amor em tudo o que faz.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.