Farmácia Popular vai ser inaugurada no dia 10 Unidade em Juiz de Fora sai do papel com 16 meses de atraso - o maior do Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde

Fernanda Leonel
Repórter
03/05/2007

Nova data para a inauguração da Farmácia Popular, projeto do Governo Federal previsto para passar a funcionar em Juiz de Fora em outubro de 2005. A expectativa agora é que no dia 10 de maio, próxima quinta-feira, as portas da instituição já esteja abertas ao público.

Nesta quinta, dia 03, o local está em fase final de reparo. Pinturas na parte externa da instituição e pequenos ajustes elétricos, além da limpeza da nova farmácia, são os últimos detalhes providenciados. Os funcionários já foram contratados.

Em março, o Ministério da Saúde chegou a cogitar a idéia de suspender o contrato com as prefeituras que estivessem com as farmácias inativas. Juiz de Fora poderia, em razão do atraso, ser uma das cidades descredenciadas. De acordo com informações do Ministério da Saúde, o prazo máximo para que o projeto passe a funcionar é de nove meses.

De acordo com a Prefeitura de Juiz de Fora, a razão pela qual a cidade adiou por 16 meses a instalação da Farmácia Popular está ligada a problemas burocráticos. Detalhes como a demora até mesmo na instalação da internet, por exemplo, foram citadas como dificuldades encontradas na total finalização das dependências da sede, que fica na rua Espírito Santo, 1.406.

imagem da Farmácia Popular imagem da Farmácia Popular

A Farmácia Popular do Brasil, em parceria com governos estaduais, municipais ou entidades filantrópicas, busca ampliar o acesso da população aos medicamentos considerados essenciais.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), órgão do Ministério da Saúde e executora do programa, adquire os medicamentos de laboratórios farmacêuticos públicos ou do setor privado e disponibiliza nas farmácias a preço de custo.

Hipertensão, diabetes, úlcera gástrica, depressão, asma, infecções e verminoses são exemplos de doenças para as quais são encontrados medicamentos. Além dessas, estão disponíveis produtos com indicação nos quadros de cólicas, enxaqueca, queimadura, inflamações e alcoolismo, além dos anticoncepcionais.

Novo secretário

A pasta da saúde em Juiz de Fora passa a funcionar em Juiz de Fora com o novo nome - o terceiro desde o início do ano. José Otávio Amaral assumiu o cargo na última quarta-feira, dia 02, no lugar do secretário interino e vice-prefeito José Eduardo Araújo.

José Otávio tem ligação com o Grupo Sim, empresa contratada pela Prefeitura para informatizar os procedimentos fiscais do município, cuja contratação foi questionada pelo Tribunal de Contas do Estado. Esse é um motivo especulado para que ele não tenha assumido a secretaria.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.