• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Terça-feira, 28 de junho de 2011, atualizada às 18h

    Viçosa vai investir R$ 5 milhões na implantação de Usina Ecossustentável

    Jorge Júnior
    Repórter

    Viçosa vai investir cerca de R$ 5 milhões para resolver a questão do lixo na cidade com a implantação da Usina Ecossustentável. Trata-se de um sistema de incineração de alta segurança nas queimas e na filtragem dos gases. Além de gerar benefícios para o meio ambiente, o empreendimento pode ser altamente rentável para o município. A expectativa da Prefeitura é de economizar com o processamento do lixo, de arrecadar receitas transformando o lixo e outros resíduos em bens de valor econômico e de favorecer o recebimento de impostos de incentivo ecológico. "A usina pode gerar uma receita líquida de cerca de R$ 200 mil mensais", informa o secretário de Meio Ambiente e Urbanismo do município, Luiz Eugênio de Moura. A previsão é de que o contrato seja assinado em 15 dias. A usina será construída num galpão com 10.000 m².

    Outro benefício que a usina pode gerar é a criação de postos de trabalho. De acordo com Moura, o projeto irá abrir cem empregos para os catadores de papel. "As contratações serão dentro de lei, garantindo todos os benefícios que os funcionários têm direito." Com a contratação, cerca de cem toneladas de lixos vão ser recolhidas por dia. "Os catadores de lixo serão transformados em profissionais da área de reciclagem, resgatando a dignidade desses trabalhadores e estimulando o valor social do trabalho", destaca.

    Além disso, a usina poderá ser um laboratório para os jovens que querem ingressar em cursos técnicos de mecânica industrial. Também poderá prestar serviço na microrregião, uma vez que a capacidade ociosa tem a possibilidade de ser disponibilizada para os municípios do entorno.

    Funcionamento

    O complexo será composto de triagem de recepção – separação de materiais recicláveis, rejeitos, orgânicos, óleos vegetais, madeira de podas e queda de árvores, resíduo de construção civil, pneus, eletrodomésticos, lâmpadas e lixo eletrônico.

    "O lixo vai chegar à usina e será separado por equipamento de última geração. Um sistema de briquetagem, por exemplo, fará a transformação dos resíduos de madeiras em briquetes (pequenos tubos que podem substituir o carvão das churrasqueiras). Já os resíduos da construção civil, juntamente com as cinzas geradas pelo incinerador, serão transformados em novos materiais como blocos e meio fio." Moura diz que 100% da energia elétrica utilizada será gerada por um equipamento movido ao biogás, no processo de pré-secagem de resíduos.

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.