• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade

    Segunda-feira, 31 de março de 2008 atualizada às 17h

    Zona da Mata recebe carne clandestina vinda de Rio Novo. Neste segunda, 1.700 quilos de carne foram apreendidos



    Daniele Gruppi
    Repórter

    O Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) interditou, nesta segunda-feira, dia 31 de março, um sítio em Rio Novo, onde ocorria abates de animais suínos e bovino. Segundo o supervisor de inspeção do IMA, José Alberto Moreira de Souza, a vistoria foi feita por solicitação do Ministério Público. "Com freqüência, recebíamos reclamações de carnes oriundas do município".

    José Alberto afirma que pelo volume de produtos foi detectado o comércio intermunicipal. Juiz de Fora e outros municípios da Zona da Mata estão na rota das cidades que eram abastecidas por carne clandestina. "No sítio tinha locais evidentes de abates, como ganchos e esteios, usados para imobilizar o animal, vestígios de sangue e facas"

    Foi realizada também uma inspeção no açougue do proprietário do sítio, onde foram apreendidos 1.700 quilos de carne, encaminhadas para o aterro sanitário para a destruição. O dono do estabelecimento e da área rural foi encontrado e prestou informações para a perícia, que já foi concluída e vai ser encaminhada para o Ministério Público, que vai analisar o caso e decidir a punição.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.