• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Terça-feira, 31 de janeiro de 2012, atualizada às 17h54

    Abelhas fazem colmeia no interior de poste e assustam moradores no Bom Pastor

    Aline Furtado
    Repórter
    Colmeia

    Abelhas fizeram uma colmeia no interior de um poste de iluminação localizado próximo ao número 300 da rua Professor Vicente Masini, no bairro Bom Pastor. Os moradores já fizeram várias tentativas para que fosse feita a retirada da colmeia e das abelhas, mas o problema persiste.

    "Fiz contato com o Corpo de Bombeiros, mas devido ao fato de as abelhas estarem em um poste de iluminação, fui orientada a procurar a Cemig. Já fiz cinco pedidos de retirada, mas nada foi feito", reclama a médica moradora da rua, Alessandra Altaf.

    Segundo ela, a presença das abelhas foi verificada no mês de dezembro do ano passado. "Mas foi no mês de janeiro que percebemos maior movimento dos insetos, talvez devido ao calor. Com isso, várias pessoas já foram atacadas, tanto moradores quanto transeuntes. Isso tem sido prejudicial, já que quem mora perto do local precisa ficar com as janelas constantemente fechadas devido ao risco."

    A funcionária de uma residência localizada na rua, Elizabete Diniz, conta já ter sido atacada pelas abelhas. "Dizem ser da espécie africana, que são as mais agressivas." A também moradora da rua, Mônica Silveira, relata que, há dias, com a instalação de uma caçamba de entulho próximo ao poste, as abelhas passaram a atacar. "Parece que elas se sentiram incomodadas com o barulho e saíram em massa. Uma senhora foi picada nove vezes no rosto. Meu marido foi atacado no nariz. Nesse dia, quem passava pela rua acabou se refugiando no prédio."

    De acordo com Mônica, seu marido entrou em contato com os bombeiros, com a Polícia Florestal e com a Cemig. "Na Cemig, pediram entre um e 20 dias para que o problema fosse resolvido, mas nada foi feito ainda." A moradora Denise Mello conta que já encontrou abelhas na sala da sua casa e até mesmo em sua cama. "Também reclamei com o Corpo de Bombeiros, a Cemig, a Polícia Florestal, o Departamento de Zoonoses e apicultores, mas ainda estamos convivendo com o problema."

    Como a colmeia está instalada em um poste de iluminação, sendo de competência da Cemig, o Portal ACESSA.com entrou em contato com a assessoria da concessionária de energia, sendo informado de que é necessária a apresentação do protocolo de solicitação, para que seja feito o acesso aos dados do caso, inclusive se há previsão de retirada das abelhas. Entretanto, os moradores não guardaram o número do registro.

    Os textos são revisados por Mariana Benicá

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.