Quinta-feira, 16 de junho de 2016, atualizada às 10h11

Médicos da Prefeitura entram em greve, pelo menos, até o dia 21

Da redação

Em assembleia realizada na noite da última quarta-feira, 15 de junho, os médicos da Prefeitura de Juiz de Fora aprovaram a paralisação de suas atividades em apoio à greve geral dos servidores públicos municipais de Juiz de Fora, pelo menos até o dia 21 de junho. Nesta sexta-feira, 17, haverá uma audiência pública na Câmara Municipal que irá debater a reposição salarial dos servidores.

No dia 21 será realizada uma nova assembleia para reavaliação e novos encaminhamentos sobre o movimento. O Fórum Sindical busca acordo para que os servidores não fiquem sem reposição de suas perdas inflacionárias no último ano.

Em nota, o Sindicato dos Médicos classifica que os "servidores públicos municipais de Juiz de Fora estão sob ameaça, diante da postura da administração municipal em recusar a repor ao menos o IPCA, reduzindo o poder de compra e  o padrão de vida e piorando a situação financeira de todos os trabalhadores do setor público municipal."

Em nota, a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) esclarece que "não foi informada oficialmente sobre o resultado da assembleia do sindicato dos Médicos. Por força da decisão judicial, que estabeleceu o limite da recomposição salarial do funcionalismo entre 01 de janeiro e junho de 2016, a Prefeitura está obrigada a seguir esses valores apontados pela Justiça. Qualquer ato que busque um aumento contra o que determina a decisão, portanto, será um ato ilegal e o eventual aumento daí proveniente será nulo, prejudicando a totalidade dos servidores. Agora, a administração propõe o máximo reajuste possível dentro do que determina a Justiça, evitando assim o aumento zero caso o reajuste não seja aprovado até 30 de junho. Hoje, o índice acumulado de janeiro de 2016 até o momento é de cerca de 4%, variando para mais até o final de junho. Essa mesma responsabilidade da Prefeitura garantiu os salários dos servidores rigorosamente em dia desde o início da atual gestão, ao contrário de centenas de cidades e estados. Sobre o atendimento na rede de saúde no dia de hoje, a Prefeitura informa que, salvo em casos pontuais, a prestação dos serviços está normalizada."


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.