Homem suspeito de matar policial civil é preso

Envie a sua foto pelo link SUA NOTÍCIA, clique aqui
4/07/2016

A Polícia Civil (PC) apresentou, no último domingo, 3 de julho, um homem de 26 anos, suspeito de ser o autor do crime que matou o investigador da PC, Roberto Carlos Maciel, 49 anos. Ele foi preso no sábado, 2, em Barbacena. Outro homem, de 29 anos, também foi preso por receptação por comprar a arma roubada da vítima, em Juiz de Fora.

De acordo com informações da delegada regional de Juiz de Fora, Dra. Patrícia Ribeiro, durante depoimento, o autor confessou o crime e contou que foi até a casa da vítima, entrou na cozinha, pegou uma faca e desferiu o primeiro golpe no policial e, posteriormente, não se lembra mais do que ocorreu. Após o crime, ele subtraiu objetos do apartamento da vítima, bem como a arma dele, e roubou o carro do policial. A delegada também explicou que, sobre a mensagem deixada no local do crime “Lúcifer sete fadas”, com o sangue da vítima, o suspeito não se lembra de ter escrito, mas informou que na adolescência teria feito um pacto satânico.

O homem de 26 anos tem passagens na Polícia por outros crimes, entre eles, roubo, furto, apropriação indébita e comunicação falsa de crime. Ele também confessou autoria de outro homicídio, ocorrido no bairro Vila Esperança. O suspeito e o outro envolvido foram encaminhados ao Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Juiz de Fora.

Mais uma prisão

Em continuidade as investigações sobre a morte do policial civil, 49, uma mulher, de 45 anos, foi presa por receptação nesta segunda-feira, 4 de julho. Ela foi abordada pelos policiais quando chegava à delegacia de Santa Terezinha, sendo encontrado em sua bolsa o celular da vítima. Segundo informações da Polícia Civil, vários  pertences da vítima foram roubados do seu apartamento, e após a prisão do suspeito de cometer o assassinato e do filho da mulher, suspeito de vender a arma de fogo subtraída, as investigações prosseguiram no intuito de recuperar o celular roubado da vítima.

Os policiais receberam a informação de que o aparelho celular do policial estava com a mulher e que a mesma iria até a delegacia para pleitear restituição de objetos apreendidos em sua casa no dia da prisão do filho. Ela foi presa em flagrante e será encaminhada para a Penitenciária Ariosvaldo Campos Pires.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.