• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Quarta-feira, 3 de agosto de 2016, atualizada às 18h23

    Mais um depósito de gás clandestino é fechado em menos de 24 horas na Zona Norte

    Da redação
    foto

    A Polícia Civil estourou mais um depósito clandestino de gás de cozinha na tarde desta quarta-feira, 3 de agosto, no bairro Igrejinha, na Zona Norte de Juiz de Fora. Um homem, de 33 anos, foi preso em flagrante e também foram apreendidos 68 botijões de gás e um Volkswagen Saveiro, utilizado para transportar os recipientes. Este é o segundo depósito fechado pela polícia em 24 horas na cidade. O primeiro aconteceu durante operação na terça, 2, no bairro Barbosa Lage. Um homem, 58, foi preso.

    De acordo com o titular da 3ª Delegacia de Polícia Civil, Rodolfo Rolli, a ação foi possível após denúncia. “De novo, um local sem nenhuma autorização por parte da Agência Nacional do Petróleo (ANP), sem licenciamento da Prefeitura e alvará dos Bombeiros”, informou, explicando que, durante a ação, foi constatado que os botijões são mais leves do que os que saem das distribuidoras.

     “Então, além de cometerem o crime com relação à ANP, estão cometendo um possível delito de estelionato porque enganam as pessoas que compram os botijões. Elas acham que estão comprando mais barato, quando, na verdade, estão sendo vítimas de estelionato, já que o gás não tem 13 quilos. Elas estão pagando um valor mais baixo, mas também por menos gás, além de correrem riscos”, contou. Segundo ele, os botijões estão em péssimo estado de conservação, o que pode levar a um vazamento, culminando em um acidente doméstico.

    Ainda segundo ele, o suspeito teve a prisão ratificada e responderá por adquirir, distribuir e revender derivados de petróleo, gás natural e suas frações recuperáveis, álcool etílico, hidratado carburante e demais combustíveis líquidos carburantes.

    Ele foi encaminhado ao Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Juiz de Fora. As investigações seguem em andamento e outras operações serão deflagradas no sentido de coibir esse comércio clandestino na área. “Denúncias podem ser feitas por meio do 181 ou diretamente na Delegacia de Juiz de Fora”, orientou.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.