• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Segunda-feira, 8 de agosto de 2016, atualizada às 12h51

    Irmãs de 17 e 11 anos são vítimas de estupro coletivo em Juiz de Fora

    Da redação

    Duas irmãs, de 11 e 17 anos, foram vítimas de estupro coletivo na última sexta-feira, 5 de agosto, próximo ao Poço Dantas, no bairro Vila Alpina. Conforme investigações da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher da Polícia Civil, os suspeitos seriam cinco adolescentes, dois de 11 anos e outros três de 16 anos, moradores do bairro São Benedito. A ocorrência foi registrada somente no domingo, 7, após a mãe das vítimas tomar conhecimento do crime. O grupo chegou a gravar três vídeos, com cenas do estupro e compartilharam nas redes sociais.

    A garota, 17, contou à polícia que na sexta, 5, um dos alunos da escola em que estuda roubou seu celular durante a aula e disse, armado com um canivete, que devolveria caso ela o encontrasse na Represa do Poço Dantas às 14h do mesmo dia. Ao chegar no lugar combinado junto com sua irmã, 11, as vítimas foram surpreendidas pelos adolescentes com rostos tampados com camisas.

    Segundo informações da polícia, as duas meninas foram possivelmente violentadas por todos os suspeitos através de conjunção carnal e sexo anal forçado sob ameaças e agressões. O celular não foi devolvido. A vítima disse ainda aos militares que todos os garotos estudam na Escola Estadual Professor Lindolfo Gomes e são envolvidos com o tráfico de drogas do bairro. A irmã mais nova confirmou todas as informações à polícia.

    O pai das meninas chegou a repassar a PM três vídeos filmados pelos menores, com cenas de estupro. Ele teria conseguido as imagens com uma vizinha e disse aos militares que as cenas já tinham sido amplamente compartilhadas nas redes sociais. As garotas foram levadas para o Hospital de Pronto Socorro (HPS), onde foram atendidas e passaram pelos procedimentos relativos a risco biológico e sexual. Além de passarem pelo procedimento de perícia.

    De acordo com a Polícia Civil todos estavam com blusas tampando o rosto, mas as menores souberam identificar todos os infratores. Será instaurado procedimento para apuração de ato infracional e remetido à Vara da Infância e Juventude assim que os menores forem ouvidos.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.