• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Terça-feira, 30 de agosto de 2016, atualizada às 15h13

    Preso promovia Estado Islâmico de dentro da cadeia em Juiz de Fora

    Da redação
    foto

    Os integrantes estão sendo investigados por organização criminosa, incitação ao crime, dano ao patrimônio público, tráfico de drogas, lavagem de dinheiro, bem como por homicídios. Dez homens, entre 18 e 47 anos, foram apresentados a imprensa em coletiva de manhã. Entre eles, oito eram integrantes da organização e foram detidos após cumprimento de mandado de prisão. Outro homem, 34, que já estava preso na Penitenciária Professor Ariosvaldo de Campos Pires, estava promovendo o estado Islâmico de dentro da cadeia, através das redes sociais.

     Os integrantes estão sendo investigados por organização criminosa, incitação ao crime, dano ao patrimônio público, tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e homicídios.

    Durante as diligências um jovem, 19, também foi preso em flagrante, pois estava com um carro roubado. Outros três suspeitos também identificados como integrantes da quadrilha já se encontravam presos. Foram apreendidos três carros, uma motocicleta, dinheiro e droga. Segundo a delegada regional de Juiz de Fora, Patrícia Ribeiro de Souza Oliveira, essa ação contou com a participação de cerca de 90 policiais civis e 30 viaturas do 4º Departamento de Polícia Civil de Juiz de Fora, que engloba as Delegacias Regionais de Juiz de Fora, Ubá, Leopoldina e Muriaé.

    fotoConforme o titular da Delegacia Especializada de Antidrogas, delegado Felipe Fonseca Peres, durante investigações relacionadas ao tráfico de drogas na região, uma organização criminosa foi identificada. “A partir dessa investigação, foram identificados os indivíduos que participavam desse grupo”, explicou.

    Segundo ele, mediante diligências de inteligência policial também foi possível apurar que um dos integrantes promovia o Estado Islâmico dentro da penitenciária por meio de divulgações em uma rede social. “Justamente por essa suspeita, foi realizada uma ação concomitante na penitenciária visando encontrar materiais ilícitos relacionados a essa prática. O indivíduo será ouvido e transferido a um presídio de segurança máxima no Estado, devido a sua falta grave, e as investigações serão repassadas para Polícia Federal”, informou. Ainda segundo o delegado. O suspeito teria realizado acessos por meio de um aparelho telefônico. Dois celulares foram apreendidos na penitenciária durante a ação. As diligências prosseguem.

    Com informações da Polícia Civil

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.