• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Quinta-feira, 1 de dezembro de 2016, atualizada às 14h23

    Guarda Municipal passa a usar arma de choque em dezembro

    Da redação
    foto

    A Guarda Municipal de Juiz de Fora (GM) participará, até sexta-feira, 2 de dezembro, de treinamento teórico-prático para uso das pistolas elétricas incapacitantes (spark). Desde segunda-feira, 26, os guardas fazem capacitação no quartel da corporação, divididos em cinco turmas. O secretário de Segurança Urbana e Cidadania, José Armando da Silveira, anunciou durante coletiva de imprensa na quarta-feira, 30 de novembro, que a previsão é de que os guardas passem a utilizar o novo equipamento ainda em dezembro.

    “Qualquer tipo de arma exige que, por trás dela, exista alguém preparado para poder manuseá-la. Desta forma, grupo de guardas treinou na própria empresa fabricante do equipamento, para poder multiplicar o conhecimento aos demais componentes. Assim, o objetivo é termos guardas preparados e conscientes”, explicou José Armando.

    A comandante da GM, Emilce de Castro, acompanhada dos guardas Ferreira e Carvalho, que participaram do treinamento na empresa, no Rio de Janeiro, detalhou o funcionamento das pistolas elétricas incapacitantes: “Vamos ter um controle muito rígido sobre a utilização das armas. Um equipamento chamado datakit vai permitir que todos os disparos realizados por cada pistola sejam verificados por data, hora e tempo que o gatilho ficou acionado. Com isso, a Guarda vai poder atuar de forma eficiente e segura”.

    Cada pistola é dotada de mecanismo de bloqueio, impedindo disparos acidentais, além de estar programada para disparos de, no máximo, cinco segundos. Conforme a empresa fabricante, este é o tempo necessário para que o choque elétrico deixe o infrator sem reação. Como os guardas atuam em duplas, enquanto um faz o disparo o outro ficará responsável por realizar a imobilização. “Este tipo de ação será realizada somente em casos que exijam o empenho da pistola, já que a GM também atua com spray de pimenta, tonfa e bastão, cada um com uma função”, completou Emilce. Na próxima semana, os guardas receberão treinamento para uso dos lançadores de munição de borracha.

    O próximo passo será a regulamentação do uso dos novos equipamentos, que deve ocorrer nas próximas semanas. Ao todo, cerca de R$ 265 mil estão sendo investidos na aquisição das 49 pistolas elétricas incapacitantes e dos quatro lançadores de munição de borracha. Parte dos recursos é oriunda de emendas parlamentares de deputados estaduais. O uso de armas não letais pela GM é autorizado pela lei municipal nº 13.167, sancionada em 2015.


    Com informações da PJF

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.