Terça-feira, 20 de dezembro de 2016, atualizada às 13h28

Policiais, bombeiros e agentes de segurança pública voltam a protestar em Juiz de Fora

Da redação
foto

Policiais civil e militares, bombeiros e outros agentes de segurança pública voltaram às ruas no início da tarde desta terça-feira, 20 de dezembro, em protesto contra a aprovação do Projeto de Lei Complementar (PL) 257, no Centro de Juiz de Fora. O projeto estabelece algumas medidas de reajuste fiscal para os Governos federal e estadual e incluí cortes e alterações nos salários e benefícios dos servidores públicos. A passeata concentrou em frente à Câmara, no Parque Halfeld, e desceu o Calçadão com faixas, palavras de ordem e carro de som em direção à 30° Companhia da Polícia Militar, na Praça da Estação. A votação da PL será nesta terça, 20.

O capitão da Polícia Militar da Reserva, pertencente ao 2° Batalhão, André Luiz Felipe do Monte, informou que segundo informações do deputado federal, sub-tenente Gonzaga, que representa Minas Gerais, houve uma reunião em Brasília entre líderes de partidos com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o relator do PL. “Foi definido nesta reunião a retirada de alguns pontos que seriam prejudiciais as categorias afetadas, mas ainda não foi votado”, destaca.

Mesmo com o avanço parcial das negociações, o capitão Felipe afirma que a mobilização continua até que o projeto seja votado pelo Legislativo. Com o objetivo de organizar o movimento, as classes envolvidas criaram um Diretório das Seguranças Públicas da Zona da Mata, com representantes da Polícia Civil, Militar, Bombeiros e Agentes Penitenciários.

fotoO diretor regional do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil da Zona da Mata (Sindpol), Marcelo Armstrong, complementa que a Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol) fez convocação nacional das entidades filiadas nesta sexta-feira, 23 de dezembro, para deliberar greve geral. “Queremos a retirada dos policiais civis da Proposta de Emenda da Constituição 287/16, que trata da Reforma da Previdência”, destaca.

Também estiveram presentes no movimento desta terça, policiais das cidades de Santos Dumont, Ubá, Ewbank da Câmara, Lima Duarte e Carangola.


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.