• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Quinta-feira, 21 de dezembro de 2017, atualizada às 17h27

    PF deflagra operação contra roubos a agências dos Correios em MG

    Da redação

    A Polícia Federal (PF) cumpriu na manhã desta quinta-feira, 21 de dezembro, 17 mandados de prisão preventiva e 26 mandados de busca e apreensão nos municípios de Ervália e Viçosa. A operação Falco Peregrinus foi deflagrada em parceria com policiais militares da 4ª Região, para desarticular e prender grupo criminoso, especializado no roubo de agências dos Correios.

    Para o cumprimento dos mandados, foram empenhados 94 policiais federais, dezenas de PMs, grupos táticos especializados, viaturas e grupamento aéreo militar. As ordens judiciais foram expedidas pelas Subseções da Justiça Federal em São João Del Rei/MG, Juiz de Fora, Belo Horizonte/MG e Viçosa, conforme a competência penal para julgar e processar cada crime apurado. Segundo informação dos Correios, computando-se apenas os prejuízos diretos causados pelo roubo investigado, os prejuízos alcançam mais de três milhões e setecentos mil reais.

    Conforme a PF, as investigações tiveram início com a instauração de inquérito policial para apurar suposto crime de roubo à mão armada, praticado por pelo menos três indivíduos, em 20 de março, contra a Agência dos Correios de Senhora dos Remédios. Contra os investigados ainda haveria indícios de envolvimento em crimes como homicídio, porte ilegal de armas de fogo, de uso restrito, tráfico de drogas e associação criminosa correlata.

    As apurações prosseguem no intuito de recuperar valores, objetos subtraídos, apreender drogas e armas, realizar exames periciais, coletar novas evidências e esclarecer outros fatos criminosos correlacionados.

    Se forem condenados, a pena de alguns indiciados poderá superar os 30 anos de reclusão.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.