• Assinantes
  • Cidade
    Sexta-feira, 29 de junho de 2018, atualizada às 11h50

    Adolescente de 17 anos é agredida e obrigada a manter relações sexuais com companheiro

    Da redação

    Na tarde dessa quinta-feira, 28 de junho, a Polícia Militar (PM) registrou mais uma ocorrência de violência contra a mulher. O caso foi na Rua Santa Terezinha, no bairro homônimo. De acordo com o registro, uma vizinha da vítima procurou a polícia relatando que conheceu a garota há três dias e estava desconfiada que ela sofria agressões.

    A mulher, como idade não identificada, contou, ainda, que o casal disse a ela que vieram do Rio de Janeiro em busca de uma nova oportunidade e que o rapaz, de 21 anos, tinha conseguido emprego em um açougue. Diante das informações a viatura policial compareceu na casa onde eles estavam morando, de favor. No primeiro momento, a adolescente afirmou que não tinha problemas com o companheiro e que estava na cidade com o consentimento de seus familiares. Porém, após conversas ela revelou que foi agredida durante a madrugada e obrigada a manter relações sexuais com o suspeito.

    Durante seu relato, ela afirmou que tem uma união estável e uma filha com o rapaz. Além disso, a menina confirmou que eles moravam no Rio e vieram para Juiz de Fora, pois o marido foi ameaçado de morte, por causa de dívidas com traficantes.

    Conforme o boletim, o autor tem envolvimento com o Comando Vermelho e agredia, constantemente, a vítima e sua filha, de um ano. A mulher contou, ainda, que na madrugada ela estava passando mal, mas o jovem ignorou o fato e também jogou água fria para ela se levantar da cama.

    Ao ser questionado, o bandido negou as acuações e chegou a falar que a adolescente tinha problemas psiquiátricos. A PM conseguiu contato com a mãe da menina, que mora em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos. No telefone, a mulher revelou que não sabia que a filha estava em Juiz de Fora e que ela não tem problemas de saúde. Ela se comprometeu a buscar a menina e ficou de acionar o outro filho, que mora na cidade, para acompanhar a garota até que ela chegasse.

    A menina foi atendida no HPS e a conselheira tutelar compareceu à Delegacia para realizar os trabalhos de praxe. O caso foi encaminhado para a Polícia Civil e e rapaz foi preso em flagrante.


    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.