Quinta-feira, 22 de novembro de 2018, atualizada às 18h53

PC apreende computador e pendrives durante operação contra pedofilia na internet

Da redação

Um computador e cinco pendrives foram apreendidos durante terceira fase da Operação 'Luz na Infância' nesta quinta-feira, 22 de novembro, realizada pela Polícia Civil, em Juiz de Fora. As ações foram deflagradas em todo o país e na Argentina e pretende apurar crimes relacionados a pornografia, abuso e exploração sexual infantil-juvenil.

Segundo a delegada titular da delegacia especializada de Atendimento à Mulher da PC (Deam), Ione Barbosa, um mandado de busca e apreensão foi cumprido em um estabelecimento comercial na região Nordeste. "Iniciamos os trabalhos às 6h. No local, encontramos vários computadores, mas apenas um tinha indícios de conter material pornográfico. Como o proprietário, de 35 anos, não estava no local, ainda fomos em outros dois endereços", conta.

Além do computador, outros cinco pendives foram apreendidos. Todo material será encaminhado para a perícia da Belo Horizonte. A delegada detalha ainda que o perito local não conseguiu localizar os arquivos com material ilícito. "Por isso não conseguimos fazer a prisão em flagrante do suspeito no local. Mas ele foi levado para a Delegacia, onde prestou depoimento e liberado. Outras pessoas que tiveram conhecimento do fato, e, através do WiFi usaram aquele provedor serão chamadas para depor nos próximos dias".

O material periciado deve retornar de BH de 20 a 30 dias.

As investigações continuam.

69 mandados de busca em todo país

Em todo o país e na Argentina foram cumpridos 69 mandados de busca e apreensão a fim de identificar suspeitos de crimes relacionados ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados no meio cibernético.

Em Minas Gerais foram cumpridos dois mandados em Contagem, que resultou na prisão em flagrante de duas pessoas, e um mandado em Belo Horizonte.

De acordo com o Ministério da Segurança Pública (MSP) os alvos internacionais foram identificados após atuação conjunta entre a Diretoria de Inteligência da Senasp/MSP e autoridades policiais da Argentina. Toda a operação mobilizou um efetivo de aproximadamente mil policiais.

A Chefe da Divisão Especializada Em Orientação e Proteção à Criança e ao Adolescente (Dopcad) da PCMG, delegada Isabella Franca Oliveira ressalta a importância de coibir os crimes armazenamento e compartilhamento de mídias relacionadas à pornografia infantil-juvenil, uma vez que por trás das fotos e vídeos compartilhados na internet existem crianças e adolescentes vítimas de abuso e exploração sexual.

"Além disso, É importante mencionar que os pais ou responsáveis legais devem sempre conversar com as crianças e adolescentes, estabelecendo uma relação de intimidade e confiança com os mesmos, explicar sobre as partes dos corpos e estabelecendo limites para toques de outras pessoas, conhecer a rotina e hábitos daquela criança ou adolescente, além de observar qualquer alteração de comportamento. Em caso de violência sexual, o fato deve ser denunciado para apuração pelos órgãos competentes", alerta a Delegada.

Luz na Infância

A Operação Luz na Infância teve início em outubro de 2017, quando foram cumpridos 157 mandados e presos 112 abusadores. Na segunda edição, ocorrida em maio de 2018, houve cumprimento de 579 mandados de busca, resultando na prisão de 251 pessoas.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.