Terça-feira, 11 de dezembro de 2018, atualizada às 13h20

CRM recebe denúncia para suspender atividades do ginecologista José Tarcísio 

Da redação

O ginecologista José Tarcísio Furtado, de 78 anos, pode ficar sem exerce as atividades. Nessa segunda-feira, 10 de dezembro, o Conselho Regional de Medicina (CRM) recebeu uma ordem judicial para suspender as atividades do profissional

Em entrevista ao Portal ACESSA.com, o delegado do CRM, José Nalon, afirmou que "ele tem várias denúncias que estão sendo apuradas, agora, recebemos essa notificação, que será cumprida, após ele ser notificado".

No final de julho, uma jovem, de 23 anos, denunciou o médico por abuso sexual, dentro do Hospital São Vicente de Paula. Ela relatou que na consulta foi tocada de forma maliciosa. Entretanto, essa não é a primeira denúncia contra o profissional. Em 2016 e em 2012, constam outras ocorrências semelhantes envolvendo José Tarcísio.

Conforme, Nalon, o médico pode recorrer da decisão no Conselho.  O ginecologista foi vereador em Juiz de Fora entre 1993 e 1996; 2009 e 2012.

O Portal ACESSA.com tentou contanto com o consultório do médico, mas as ligações não foram atendidas.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.