Sexta-feira, 7 de março de 2014, atualizada às 15h49

Monitora da Área Azul é assaltada durante expediente

Uma mulher de 25 anos que trabalha como monitora da Área Azul em Juiz de Fora foi assaltada durante o expediente na manhã desta sexta-feira, 7 de março. 

Segundo informações da Polícia Militar (PM), a jovem estava na rua Constantino Paleta quando dois homens negros lhe abordaram e roubaram-lhe um celular da mão e um talão com aproximadamente 50 cartões. A mulher então gritou por socorro e começou a brigar com um dos suspeitos até o momento em que foi ajudada por populares, que deteram um dos homens até à chegada da PM. O outro fugiu até a rua São Sebastião e tomou rumo ignorado à partir daí. Segundo a PM, o homem preso não colaborou para a identificação do segundo autor.

Sexta-feira, 7 de março de 2014, atualizada às 15h49

Monitora da Área Azul é assaltada durante expediente

Uma mulher de 25 anos que trabalha como monitora da Área Azul em Juiz de Fora foi assaltada durante o expediente na manhã desta sexta-feira, 7 de março. 

Segundo informações da Polícia Militar (PM), a jovem estava na rua Constantino Paleta quando dois homens negros lhe abordaram e roubaram-lhe um celular da mão e um talão com aproximadamente 50 cartões. A mulher então gritou por socorro e começou a brigar com um dos suspeitos até o momento em que foi ajudada por populares, que deteram um dos homens até à chegada da PM. O outro fugiu até a rua São Sebastião e tomou rumo ignorado à partir daí. Segundo a PM, o homem preso não colaborou para a identificação do segundo autor.

-
Sexta-feira, 7 de março de 2014, atualizada às 15h49

Monitora da Área Azul é assaltada durante expediente

Uma mulher de 25 anos que trabalha como monitora da Área Azul em Juiz de Fora foi assaltada durante o expediente na manhã desta sexta-feira, 7 de março. 

Segundo informações da Polícia Militar (PM), a jovem estava na rua Constantino Paleta quando dois homens negros lhe abordaram e roubaram-lhe um celular da mão e um talão com aproximadamente 50 cartões. A mulher então gritou por socorro e começou a brigar com um dos suspeitos até o momento em que foi ajudada por populares, que deteram um dos homens até à chegada da PM. O outro fugiu até a rua São Sebastião e tomou rumo ignorado à partir daí. Segundo a PM, o homem preso não colaborou para a identificação do segundo autor.