• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Quarta-feira, 20 de março de 2019, atualizada às 12h25

    Polícia Civil conclui primeira fase de investigações sobre furtos de celulares em shopping

    Da redação

    A Polícia Civil apresentou em coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira, 20 de março, informações sobre as investigações relacionadas aos dois arrombamentos com furto de celulares, nos dias 18 de janeiro e 3 de fevereiro, em lojas de um shopping localizado na Zona Norte de Juiz de Fora. Três homens, de 20, 35 e 38 anos, apontados como autores dos crimes foram presos durante operação interestadual denominada 'Ícaro', na última quarta, 13. Os suspeitos furtaram 101 aparelhos, o que corresponde a um prejuízo de R$ 134 mil.

    A ação policial ocorreu simultaneamente nos estados de Goiás, Ceará e no Distrito Federal, para cumprimento de mandados de busca e apreensão e de prisão.

    A prisão dos investigados de 20 e 35 anos aconteceu na cidade de Santo Antônio de Descoberto, no interior do estado de Goiás. No momento da operação, o outro envolvido, de 38 anos, não havia sido localizado nos endereços dele, contudo, após diligências, ele se apresentou na Delegacia, em Juiz de Fora, na segunda-feira, 18.

    Durante entrevista coletiva, o delegado Samuel Neri, da 3ª Delegacia, contou como os suspeitos agiram no furto ocorrido no dia 18. “O trio ingressou no shopping se passando por cliente. Assim que o quiosque da operadora de telefonia fechou, aproveitando da fragilidade da segurança, os criminosos arrombaram a lona de proteção e, enquanto um dos integrantes da associação entrou para pegar os aparelhos celulares, os demais ficaram vigiando o local. Neste ato, foram subtraídos 43 aparelhos celulares, que totalizam um prejuízo à vítima de R$ 74mil”, explicou.

    Já no segundo delito, eles teriam entrado no shopping pela manhã, antes das lojas abrirem. “O shopping abre as portas antes das lojas abrirem, por conta da padaria e da academia. Aproveitando mais uma vez do descuido da segurança e do sistema de monitoramento, conseguiram ingressar no interior de uma loja de telefonia móvel e subtrair cerca de 58 aparelhos celulares, causando um prejuízo de R$ 60 mil”, informou o Delegado.

    De acordo com o delegado, a investigação contou com a troca de informações entre os serviços de inteligências de Minas Gerais, de Goiás e do Distrito Federal, por meio da interlocução da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública. “Os autores são do estado de Goiás e do Distrito Federal e viajam os estados praticando furto em lojas de celulares. Como são de outros estados, eles acreditavam que isso dificultaria a sua identificação, pois não são conhecidos dos meios policiais onde praticam suas ações”, disse, ressaltando que foi de fundamental importância a cooperação entre as Polícias envolvidas, que apoiaram as ações auxiliando com informações, recursos humanos e logísticos.

    Conforme o delegado Regional de Juiz de Fora, Armando Avolio Neto, além dos agentes de outras localidades, durante o cumprimento dos mandados, os policiais civis da 3ª Delegacia de Polícia Civil em Juiz de Fora também contaram com o apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) da PCMG, que enviou equipe para a operação. O grupo tático foi responsável pela captura de um dos autores, durante a execução da manobra.  

    Os presos foram conduzidos à unidade prisional, onde permanecem à disposição da Justiça.

    Agora, a Polícia Civil inicia a segunda etapa da operação para localizar os produtos furtados.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.