• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Terça-feira, 16 de abril de 2019, atualizada às 10h

    PF e MPF deflagram operações para combater fraudes praticados contra a Caixa Econômica Federal

    Da redação

    A Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF) deflagram, nesta terça-feira, 16 de abril, a "Operação Prados" e "Operação American Dream 2" para apurar fraudes bancárias contra a Caixa Econômica Federal. "O objetivo é desarticular associações criminosas", diz a nota.

    O grupo investigado, formado por um contador e por jovens empresários de Juiz de Fora, valia-se da montagem de documentos falsos para criar empresas fictícias em nome de "fantasmas" e abrir contas bancárias em diversas instituições financeiras, inclusive na Caixa, para obter empréstimos pessoais e empresarias.

    Durante as apurações, foi verificado que um mesmo investigado estava utilizando cinco números de CPF diferentes, com pequenas variações de seus dados pessoais, para obter empréstimos bancários que não foram quitados.

    Ao todo, são cumpridos 15 mandados de busca e apreensão expedidos pela 2ª vara Federal de Juiz de Fora, sendo 13 em Juiz de Fora, um em Brasília e um em Fortaleza, bem como medidas de quebra de sigilo bancário, para apurar o valor total do prejuízo causado às instituições financeiras.

    O nome da operação Prados, faz referência ao sobrenome mais utilizado pelos fraudadores. "Já a American Dream 2, consiste no desdobramento de outra operação do mesmo nome, desencadeada em 20 de outubro de 2015, que consiste em responsabilizar cinco integrantes não identificados na primeira fase da investigação, dentre eles, dois empregados da Caixa, sendo um de Brasília (DF) e outro de Fortaleza (CE), suspeitos de vazar dados de correntistas para os membros da quadrilha incumbidos de operacionalizar a clonagem de cartões de crédito".

    Em breve, mais informações.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.