• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Quinta-feira, 2 de maio de 2019, atualizada às 9h20

    Pesquisador registra novas fotos de onça-pintada no Jardim Botânico

    Da redação

    O professor Pedro Nobre, do Colégio de Aplicação João XXIII da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), fotografou a onça-pintada no Jardim Botânico, às 20h35, desta terça, 30 de abril, enquanto realizava o monitoramento no local com o professor Artur Andriolo, do Departamento de Zoologia da Universidade.

    Segundo a assessoria da UFJF, "o acompanhamento é fundamental para apontar as localidades e as rotas utilizadas pelo animal, ameaçado de extinção. A partir disso, é elaborado um mapa e outras ferramentas a fim de indicar características físicas e comportamentais e elaborar estratégias de localização.

    Nesta quinta-feira, 2 de maio, a equipe será reforçada com a chegada de dois profissionais do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap) "A vinda dos dois especialistas faz parte da série de ações que visam garantir, em caso de captura, que o animal passe o menor tempo possível no processo de coleta e transporte."

    Vinculado ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, do Ministério do Meio Ambiente (ICMBio/MMA), o Cenap é órgão federal de referência no tratamento da espécie. Há ainda as recomendações do Plano Nacional de Ação para Conservação da Onça-pintada. A UFJF já havia recebido um analista do Cenap do dia 26 a 29 de abril.

    Orientações

    Também nesta quinta, cerca de 30 educadores ambientais do Jardim orientarão pessoalmente, de casa em casa, quem mora nas ruas próximas às duas entradas do local, de visitantes e funcionários. As visitas começarão às 13h.

    Residentes poderão tirar dúvidas e receberão orientações sobre segurança, a espécie de onça-pintada e o andamento das ações relacionadas ao caso.

    Na última segunda, 29, representantes de associações de moradores do entorno da Mata do Krambeck tiraram dúvidas e receberam recomendações, em reunião, com parte da comissão interinstitucional, criada para o caso.  A visitação e outras atividades, no Jardim, seguem interrompidas.

    Emergências e proteção mútua

    A comissão está, em atividade constante diariamente, tomando as providências técnicas e legais para garantir a proteção da população e a sobrevivência do animal. E consequentemente da espécie. Restam apenas 280 exemplares, na Mata Atlântica, que cobre parte do país da região Sul à Nordeste.

    Há riscos de caça, que é um crime, de atropelamento, ferimentos e acidentes com a onça-pintada, uma vez que ela tem se mostrado habituada à circulação em área urbana. "A comissão solicita a moradores do entorno da Mata do Krambeck que fiquem atentos à presença do animal e que crianças evitem brincar nas imediações da floresta. Em caso de ele ser avistado, podem entrar em contato com o Corpo de Bombeiros (193) e Polícia Militar de Meio Ambiente (190 e 3228-9050). Um grupo, composto pelas duas corporações e por veterinários, está a postos para situações de emergência."

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.