• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Quinta-feira, 15 de agosto de 2019, atualizada às 12h32

    Padre João Baptista Adário morre aos 89 anos em Juiz de Fora

    Da redação

    Morreu na noite desta quarta-feira, 14 de agosto, o padre João Baptista Adário, conforme comunicou Arquidiocese de Juiz de Fora. O sacerdote estava internado há algumas semanas e já bastante debilitado, por conta da idade. Ele tinha 89 anos.

    O velório acontece na Igreja Menino Jesus de Praga, no bairro Poço Rico. A missa de corpo presente será às 14h30, na mesma igreja, e será presidida pelo arcebispo metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira. Em seguida, o féretro será levado para o sepultamento no Cemitério Parque da Saudade.

    “Visitei o Padre João Adário domingo passado, quando lhe dei a bênção e o entreguei nas mãos do Pai. Levo aos seus dignos familiares os nossos mais sentidos pêsames e renovamos nossa fé na ressurreição dos mortos. Requiescat in pace”, disse Dom Gil.

    Padre João Batista Adário

    Nascido em 24 de junho de 1930, João Baptista Adário frequentou o curso de Filosofia no Seminário Arquidiocesano São José, no Rio de Janeiro, de 1951 a 1954. Já a Teologia foi feita no Instituto Teológico Arquidiocesano Santo Antônio, em Juiz de Fora, entre os anos de 1988 e 1997. Ele ainda era especialista em Latim e Ciências, Letras e Direito.

    Casou-se em 14 de maio de 1959 com Maria Imaculada da Silva Adário, ficando viúvo 37 anos depois, em 11 de agosto de 1996. Foi ordenado diácono por Dom Eurico dos Santos Veloso em 28 de dezembro de 2003, tendo recebido a ordenação sacerdotal em 15 de fevereiro de 2004.

    Na Paróquia São Geraldo, no Bairro Teixeiras, exerceu os ministérios diaconal e presbiteral durante dois anos. Em 2006, foi administrador da Paróquia Santo Antônio, em Passa Vinte (MG). Padre João Adário foi ainda diretor espiritual da Legião de Maria.

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.