• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Quarta-feira, 6 de novembro de 2019, atualizada às 17h11

    Nerso da Capitinga e Sandra Portella fazem show beneficente em prol da Alicer

    Angeliza Lopes
    Repórter

    Com propósito de levantar recursos para realização das obras do novo galpão de triagem da Associação Lixo Certo (Alicer), será realizado no dia 19 de novembro, terça-feira, show beneficente 'Luxo do Lixo' com sambista juiz-forana Sandra Portella e o comediante Pedro Bismarck interpretando seu personagem de maior sucesso, o Nerso da Capitinga, no Cine-Theatro Central. As apresentações começarão às 19h30.

    A Alicer é uma das três associações que realizam separação dos resíduos recicláveis de Juiz de Fora. As outras duas são a Associação Municipal dos Catadores de Materiais Recicláveis e Reaproveitáveis de Juiz de Fora (Ascajuf) e Associação dos Catadores de Papeis e Resíduos Sólidos de Juiz de Fora (Apares). Elas recebem os materiais direcionados pelo Departamento Municipal de Limpeza Urbana (Demlurb), condomínios residenciais, instituições e estabelecimentos comerciais, que passam por triagem e são revendidos para empresas que reutilizam os materiais. 

    Regularizada desde 2011, a Associação Lixo Certo conta com 11 catadores que fazem, atualmente, todo o trabalho de triagem em um espaço improvisado na Rua Osvaldo Belcavello, 113, no Parque das Torres. O presidente da Alicer, José Rubens, conta que a precariedade e falta de infraestrutura do ambiente de trabalho causa dispersão dos catadores para outras atividades. “A oportunidade existe e o salário retirado por associado é satisfatório. Trabalho não falta. Mas, por não termos área coberta, perdemos todo o papel e papelão coletado nos períodos de chuva. Estamos enxugando gelo, essa é a verdade”.

    A associação era conhecida pelo nome Associação dos Recicláveis do Parque da Torres (ARPT) até 2013. O presidente detalha que as coletas são feitas na região Norte da cidade, em bairros como: Benfica, Santa Cruz, Barbosa Lage, Cerâmica, Jóquei Clube, além de outras regiões: São Pedro, Santos Dumont e Vila Ideal.

    Além das atividades de recolhimento e triagem dos resíduos recicláveis, José Rubens afirma que a associação tem atuado também em palestras de conscientização nas escolas com intuito de reforçar importância da valorização do catador e o despertar para conscientização ambiental entre as crianças e adolescentes. “Os eventos têm atingido várias classes sociais, idades. Outro bom resultado que obtivemos foi a acolhida de um casal que vivia em situação de rua. Conseguimos um lar digno para eles que trabalham com a gente como associados”.

    Obras da nova sede

    Hoje, a área de trabalho dos catadores da Alicer é provisória, já que em maio de 2017 o grupo recebeu da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) permissão de uso, por tempo indeterminado, do terreno situado da Estrada da Remonta, 430, bairro Jóquei Clube, onde já iniciou a construção da sede própria. O projeto do galpão de triagem prevê a execução de banheiros, cozinha, sala de reunião e escritório.

    Uma das organizadoras do show beneficente e apoiadora da Alicer Maria Isabel de Oliveira conta que há um ano as obras deixaram de ser um sonho para se tornar realidade, quando profissionais de diversas áreas, apoiadores de causas socioambientais, se reuniram e criaram o Conselho de Amigos da Alicer. “Trata-se de um grupo, informal e transitório, que visa propiciar à associação as condições necessárias à obtenção da autonomia econômico-financeira e administrativa imprescindível a sua consolidação como entidade promotora de geração de trabalho e renda e inclusão social”, detalha Isabel.

    Com o apoio do Conselho, a Alicer realiza há quase dois anos uma série de atividades para angariar recursos financeiros para as obras, como rifas, festas e shows beneficentes. A apoiadora relata que até o momento foram arrecadados, aproximadamente, 25% da quantia total para conclusão da obra, hoje orçada em R$ 110 mil.

    Ingressos

    Ao todo, os organizadores esperam vender mil ingressos para arrecadação de recursos. Eles podem ser adquiridos nos valores de R$50 (inteira), R$25 (meia) e R$30,00 (preço promocional, na compra antecipada), no Zine Cultural - Rua Floriano Peixoto, 768, Dom Martin - Rua Moraes e Castro, 291, Shape Suplementos - Independência Shopping e pelo site www.ingressodigital.com.

    Isabel destaca que mais que visar uma aporte financeiro, o projeto o projeto também a realização de um show com artistas da terra, como forma de fomentar a cultura local e fazer uma interação, unindo a cultura e a questão ambiental.

    “Queremos sensibilizar as pessoas para a importância da prática da coleta seletiva e da reciclagem para a saúde do planeta, assim como também para a necessidade de se valorizar o catador de material reciclável, um agente ambiental. A reciclagem, como promotora da economia circular, pouco usual em nosso país, e, menos ainda, em Juiz de Fora, vem se revelando como a única forma de se impedir a total destruição dos insumos naturais necessários, inclusive, à vida humana”, afirma a organizadora.

    Os interessados em mais informações sobre o evento, podem ligar para os telefones (32) 98872- 7627 (Ciro), (32) 99951-7444 e (31) 99436-3205 (Isabel).

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.