• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Quarta-feira, 20 de novembro de 2019, atualizada às 8h15

    Passagem de ônibus em JF vai custar R$ 3,75 a partir da segunda-feira

    Da redação

    A partir da segunda-feira, 25 de novembro, a passagem de ônibus em Juiz de Fora vai custar R$ 3,75. O valor representa um reajuste de 12% em comparação a tarifa atual, que é de R$ 3,35. O decreto 13.786 foi publicado nesta quarta-feira, 20, justificando que " atualização do preço da passagem é o único meio capaz de assegurar a continuidade, boa qualidade dos serviços públicos prestados aos usuários e o equilíbrio econômico-financeiro do sistema".

    Com isso, o Sistema de Bilhetagem Eletrônica também vai sofrer reajuste. Conforme o decreto 13.787, a partir da segunda-feira, o sistema vai custar R$ 5,63.

    Em nota, a Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) esclareceu : "A Secretaria de Transportes e Trânsito realizou revisão tarifária após análise técnica da planilha de custos do transporte coletivo urbano. Foram analisados custos fixos e variáveis, dentre eles: Pessoal, depreciação e remuneração do capital aplicado em veículos, remuneração de almoxarifado e instalações, depreciação de máquinas instalações e equipamentos, despesas administrativas diversas; despesas com seguros e IPVA, Diesel, lubrificantes, rodagens, peças e acessórios.

    O novo valor da tarifa passará a ser de R$3,75 e começa a ser cobrado na segunda-feira, 25, cinco dias após a publicação do Decreto 13.786 pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF). Um dos fatores relevantes no estudo foi a queda significativa no número de passageiros pagantes. A média da demanda caiu 1.379.016 desde 2015.

    O custo mensal do sistema, hoje, comprovado na Planilha de Apropriação de Custos, é de R$26.329.684,56 (vinte e seis milhões, trezentos e vinte e nove mil seiscentos e oitenta e quatro reais e cinquenta e seis centavos), dividindo o custo mensal do sistema pela média do número de passageiros pagantes/mês chegou-se ao valor de R$3,75".

    No entanto, os consórcios - Via JF e Manchester questionaram o valor e apresentaram uma contraproposta de R$ 3,94, alegando que o valor de R$ 3,75 não contempla, neste momento, todos os custos de operação do transporte coletivo urbano da cidade.

    O vereador Adriano Miranda, presidente da CPI dos ônibus, se posicionou contra o aumento. "Depois de 9 meses averiguando todas as denúncias e reclamações da população entregamos um relatório completo de todas as irregularidades ao Executivo. A obrigação da Settra seria de tomar providências, pois falou ao não garantir o cumprimento do contrato pelas empresas de ônibus. A resposta? Veio meses depois, e resumindo, além de não tomar nenhuma providência, ainda são coniventes com esse aumento injusto da passagem. Aqui está nossa reação a esses dois fatos. Assista até o final. É a indignação de uma cidade inteira".

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.