• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Terça-feira, 24 de março de 2020, atualizada às 10h32

    Dois assassinatos são registrados em menos de 24 horas no bairro Olavo Costa

    Da redação

    Dois assassinatos foram registrados em menos de 24 horas no bairro Olavo Costa. As duas ocorrências ocorreram na Rua Esperança.

    O primeiro aconteceu na noite de segunda-feira, 23 de março. A irmã do rapaz, de 19 anos, contou aos policiais que os dois estavam na casa da sua avó, quando saiu para atender à porta e ouviu em seguida os disparos de arma de fogo.

    A testemunha ainda presenciou o irmão correndo pela rua, sendo perseguido pelo adolescente, de 17 anos, que era acompanhado pelo outro envolvido, 22. Logo depois, a dupla fugiu a pé do local.

    A viatura policial foi acionada e encontrou o jovem caído na via com várias perfurações ocasionadas por arma de fogo. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) prestou os primeiros socorros e conduziu a vítima até o Hospital de Pronto Socorro (HPS), mas já chegou na unidade sem vida.

    A irmã do rapaz ainda relatou aos policiais que a vítima tinha se desentendido anteriormente dentro do sistema prisional, mas não soube dizer o motivo da briga.

    Os dois suspeitos foram identificados, mas a Polícia Militar não conseguiu localizá-los até o fechamento da ocorrência.

    Por volta das 3h40 de terça-feira, 24, a PM foi acionada, novamente, via rádio para atender segunda ocorrência de homicídio. O corpo do homem, de 42 anos, foi encontrado já sem vida na varanda de uma bar. O corpo apresentava ferimento na cabeça e sinais de enforcamento.

    Segundo  boletim da PM, o chão do estabelecimento estava sujo de sangue, o que demonstrava que a vítima teria sido arrastada para o local.

    Os militares entraram em contato com a irmã do homem, mas ela não soube dizer quem poderia ser o suspeito. A vítima era morador de rua e usuário de drogas.

    A perícia da Polícia Civil foi acionada e contatou o óbito por morte violenta. O corpo foi liberado e levado pela funerária de plantão ao Instituto Médico legal (IML).

    Os casos serão investigados pela Delegacia Especializada em Homicídios da Polícia Civil.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.