• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Quarta-feira, 6 de maio de 2020, atualizada às 8h47

    Funcionárias do Itaú são infectadas por Covid-19 e agência é fechada em JF

    Da redação

    A agência do Itaú Unibanco localizada na Avenida Rio Branco 2685 está fechada até a sexta-feira, 8 de maio para higienização. Isso porque três bancárias tiveram nessa terça-feira, 4 de maio, seus testes de Covid-19 confirmados. Todos os bancários da agência foram afastados em quarentena e serão monitorados.

    Em nota o Sindicato dos Trabalhadores do Ramo Financeiro da Zona da Mata e Sul de Minas (Sintraf JF/ZM ) esclareceu que "desde o início da pandemia luta pelos direitos da categoria considerada de serviços essenciais. De acordo com a secretária de saúde e condições de trabalho Taiomara Neto de Paula, já foram obtidas várias conquistas para a categoria, como o fornecimento de máscaras, álcool, trabalho em home office e revezamento, entretanto, os banqueiros não visam apenas a prestação dos serviços essenciais. “Querem lucro diante do caos que o mundo vem enfrentando. Reforçamos a todo momento a importância do isolamento social”, destaca. Os diretores do Sintraf estão sensibilizados com os bancários infectados pelo Covid-19 e estão cobrando do banco todos os seus direitos, que segundo eles, é o mínimo a ser feito pelo banco Itaú Unibanco".

    “Precisamos fazer valer a responsabilidade do Itaú Unibanco ao colocar vidas em risco. Para os banqueiros o lucro tem sido mais importante que as vidas. Estamos cobrando do banco, através da relações sindicais que seja feita a abertura da CAT( comunicado de acidente de trabalho) para esses bancários que tiveram a confirmação do Covid-19. E que haja ainda um ressarcimento das despesas com o adoecimento, pois os planos de saúde não cobrem os testes do covid-19”, afirma Taiomara.

    De acordo com as relações sindicais do Itaú Unibanco, a agência 3163 ficará fechada até sexta-feira para higienização, os bancários já estão em quarentena por 14 dias e sendo monitorados. Em relação à abertura da Comunicação de Acidente do Trabalho (CAT), o jurídico do banco informou que está avaliando a decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Segundo Taiomara, caso não seja feita a abertura da CAT pelo banco, o sindicato tomará as providências.

    O sindicato está orientando a categoria bancária a averiguar se tiveram algum contato com trabalhadores de outras agências para que os mesmos passem a observar possíveis sintomas e/ou até mesmo realizar o teste.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.