Segunda-feira, 25 de maio de 2020, atualizada às 18h13

Polícia Civil conclui apuração sobre ameaça feita a prefeito de Juiz de Fora

Da redação

A Polícia Civil identificou a autoria e concluiu procedimento apuratório relacionado à ameaça feita ao prefeito de Juiz de Fora, Antônio Almas, no início deste mês, em um grupo de WhatsApp. Um homem de 31 anos, proprietário de uma loja, foi identificado, suspeito de ter praticado o delito. Segundo o delegado Vitor Fiuza, que atua na 7ª Delegacia de Polícia Civil, um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) foi enviado à Justiça.

De acordo com o delegado, a polícia arrecadou provas materiais e subjetivas. “que culminaram na constatação de que o autor levantado foi quem realmente cometeu as ameaças investigadas”, destacou. Durante as diligências, foi apreendido o celular do investigado, mediante ordem judicial por meio de requerimento de busca e apreensão solicitado pela autoridade policial. “A perícia constatou as ameaças por meio de laudo próprio”, informou, complementando que não foi encontrada arma com o suspeito.

O homem também foi ouvido na Delegacia Regional de Juiz de Fora, confessou ter praticado o delito e responderá por cometer os crimes de ameaça e de injúria. “Ele alegou que teria ofendido e ameaçado dar tiros no prefeito por estar estressado com a situação da pandemia e que teria sido um desabafo”, concluiu.


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.