Quinta-feira, 9 de julho de 2020, atualizada às 10h37

Sapataria e loja de utilidades domésticas são interditadas em Juiz de Fora

Da redação

Por não estarem contempladas na “onda verde” do plano “Minas Consciente”, do Governo do estado, que teve adesão da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), ou na legislação municipal, e exercendo atividade de portas abertas, foram interditadas na quarta-feira, 8 de julho, uma sapataria no Bairro Benfica, na Rua Paulo Garcia, 195, e uma loja de utilidades domésticas no Centro, na Avenida Getúlio Vargas, 894. O descumprimento da interdição poderá acarretar multa de aproximadamente R$ 48 mil aos responsáveis.

Com as ações desta quarta-feira, a Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaur) já interditou 26 estabelecimentos, desde o início da pandemia, sendo quatro somente nesta semana. Todos funcionavam irregularmente, ignorando a legislação sobre as medidas preventivas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do novo coronavírus (covid-19).

Na terça, 8, um restaurante self-service na Rua Marechal Deodoro, no Centro, também foi interditado, segunda loja do mesmo estabelecimento a ser fechada, sendo a primeira na filial da Rua Santa Rita, por exercer modalidade de autosserviço não permitida. No mesmo dia foram autuadas duas agências bancárias do Mercantil do Brasil, na Avenida Rio Branco e na Rua Floriano Peixoto, devido grandes aglomerações nas filas.


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.