Terça-feira, 4 de agosto de 2020, atualizada às 17h58

Operação da PC resulta na prisão de cinco suspeitos por furtos em Araxá e Juiz de Fora

Da redação

Durante a operação “Midas”, deflagrada nesta quarta-feira, 4 de agosto, em Araxá e Juiz de Fora, a Polícia Civil de Minas Gerais prendeu cinco integrantes de uma associação criminosa especializada em furtos a joalherias, atuante nos estados de Minas Gerais e São Paulo. A ação foi desencadeada em conjunto com a Polícia Civil do Estado de São Paulo (PCSP), que também cumpriu mandados na cidade de Presidente Prudente (SP).

Em Juiz de Fora, foi preso um homem, de 47 anos. O mandado de prisão teve coordenação do delegado Samuel Neri, titular do Núcleo de Acervo Cartorário, da Polícia Civil do município.

As investigações tiveram início após um furto cometido pelo grupo criminoso a uma relojoaria na cidade de Dracena (SP), no final do mês de março. No curso dos trabalhos, foram presos dois suspeitos em Araxá, dois em Presidente Prudente e um na cidade.

A investigação, que contou com técnicas de inteligência e compartilhamento de informações, durou cerca de quatro meses. Nesse período, a polícia identificou seis pessoas suspeitas de integrarem a quadrilha, sendo quatro homens e duas mulheres.


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.