• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade

    Muro de sete metros desaba e atinge cinco casas no bairro Poço Rico

    Os bombeiros disseram que o acidente ocorreu após uma escavadeira, que estava de serviço na obra do viaduto, manobrar no terreno e esbarrar na estrutura do galpão. Ninguém se feriu

    Envie a sua foto pelo link SUA NOTÍCIA, clique aqui
    11/08/2020, atualizada às 10h24

    Uma parede de quase sete metros de altura de um galpão desabou e atingiu cinco casas vizinhas, na Rua Osório de Almeida, no bairro Poço Rico, na tarde de segunda-feira, 10 de agosto. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, os destroços do imóvel, que estava sendo demolido para as obras de drenagem do acesso ao Viaduto Engenheiro Abramo, caíram sobre as residências do local. O acidente ocorreu, por volta das 15h20.

    A corporação ainda informou que duas mulheres ficaram presas no interior de uma das casas, pois o corredor estava recoberto por escombros, e as outras quatro já estavam vazias. Após retirarem as duas mulheres, os bombeiros realizaram a conferência dos moradores e dos trabalhadores da obra. Ninguém se feriu.

    Testemunhas, que estavam no local no momento do desabamento, disseram aos bombeiros que o acidente ocorreu após uma escavadeira, que estava de serviço na obra do viaduto, efetuar uma manobra no terreno e esbarrar na estrutura do galpão.

    A Secretaria de Obras informou, através de nota, que o acidente aconteceu durante as obras de drenagem do Poço Rico. "Esta é uma obra acessória e independente da obra do Viaduto Engenheiro Renato José Abramo. A Prefeitura está aguardando a perícia da Polícia Civil com as causas do acidente, mas as providências já estão sendo tomadas".

    A pasta complementa ainda que foi feita a drenagem entre a Rua Romeu Arcuri e os fundos do galpão, que não estava sendo demolido. "A empreiteira iria iniciar a drenagem na Rua Osório de Almeida, no trecho entre o posto e o Bahamas. Ao passar por dentro do galpão, aconteceu o acidente".

    A Defesa Civil permanece no local na manhã desta terça-feira, 11, conversando com as famílias para fazer os encaminhamentos necessários. A pasta informa ainda que a avaliação completa só será possível após a remoção dos escombros, já que o acesso a alguns imóveis permanece obstruído.


    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.