Homem é condenado há 29 anos de prisão por matar companheira em Ervália

O homem condenado já se encontrava preso preventivamente no sistema prisional

da Redação - 24/09/2021

O Ministério Público de Minas Geiras (MPMG) obteve decisão favorável em júri realizado em Ervália, na Zona da Mata mineira, para condenar um homem acusado de feminicídio à pena de 29 anos e quatro meses de reclusão, em regime inicial fechado. Ele foi denunciado pelo MPMG por matar a companheira, em contexto de violência doméstica e familiar, descumprindo medida protetiva de urgência. 

Conforme as investigações, o crime ocorreu no dia 20 de fevereiro de 2020, na localidade chamada de Santa Teresinha, zona rural do município. Segundo apurado, o denunciado mantinha relacionamento com a vítima há 13 anos, em uma união envolvida por brigas e desentendimentos. No dia do crime, após iniciarem uma discussão, o homem pegou uma faca e, após pedir às filhas para aguardar do lado de fora da casa e esperar a mulher deitar, desferiu um golpe nas costas da vítima. Não satisfeito, passou então a esfaquear o pescoço da mulher, ocasionando sua morte. Diante do fato, conforme apurado, o criminoso trocou as roupas sujas de sangue e fugiu.

Ao estabelecer a sentença, a Justiça considerou, como qualificadores do crime, a futilidade, o meio cruel e a utilização de recurso que dificultou a defesa da vítima. O homem condenado já se encontrava preso preventivamente no sistema prisional.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.