Juiz de Fora - MG

Casa “Mulher Segura” é inaugurada em Juiz de Fora

Espaço oferece acolhimento para vítimas de violência com capacidade de receber temporariamente moradoras com filhos

por Renan Ribeiro - 29/06/2022


Concentrando esforços e serviços de acolhimento e proteção de mulheres que são vítimas de violência, a Casa “Mulher Segura” foi aberta nessa quarta-feira, 29. O projeto foi elaborado para oferecer atendimento jurídico, psicológico e até mesmo para promover cursos profissionalizantes voltados para esse público. Além disso, a estrutura permitirá acolher vítimas que possam residir temporariamente, com capacidade para acolher até 30 mulheres com os seus filhos.

O atendimento diário ainda está em processo de elaboração, no entanto, as mulheres que precisarem de atendimento podem se dirigir diretamente à Casa, que funciona na Rua Olegário Maciel, 167, no Bairro Santa Helena, Centro, ou fazer contato por meio das redes sociais duas ONGs responsáveis pelos serviços prestados no espaço: Florescer JF e a Associação de Defesa da Mulher, da Infância e do Idoso (AdCuidar). Os interessados em prestar trabalho voluntário também podem se inscrever pelas páginas das duas ONGs.

A iniciativa é coordenada pela Adcuidar e é financiada pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). A presidente da Ong Florescer, Gabriely Mendes, explica que a Casa foi idealizada pela delegada Ione Barbosa, a partir do trabalho realizado na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) e também das demandas atendidas pelas duas ONGs. “Vamos levar as mulheres que já atendemos nas duas iniciativas para esse espaço. Sempre verificamos essa necessidade de ter um lugar que possa ampará-las. É uma nova experiência, desafiadora, mas esperamos salvar a vida de muitas mulheres aqui.”

Ainda de acordo com Gabriely, a inauguração acontece em um momento simbólico, em que os casos de estupro contra uma menina de 11 anos em Santa Catarina e da atriz Klara Castanho. “Passamos por essas situações difíceis para as mulheres nos últimos dias, toda essa discussão é muito emblemática e reforça a importância de oferecer amparo às mulheres”.


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.