Estatísticas de atendimento

Em 2003, o Procon/JF registrou 8884 reclamações presenciais e apenas 2,57% dos casos não foram atendidos. O Procon já resolucionou 3596 reclamações, enquanto as outras encontram-se em andamento ou foram arquivadas. A reclamação é arquivada quando o consumidor consegue resolver seu problema antes que aconteça a audiência.

As cinco empresas mais reclamadas de 2003 foram: Telemar, com 897 casos; Cesama, com 336; Cemig, com 316; Oi, com 243; e Embratel, com 147. Os principais motivos de reclamações foram ligações contestadas e cobranças indevidas.

O setor mais reclamado foi o de prestação de serviços, com 2324 queixas. Esse setor envolve escolas, clubes, planos de saúde, profissionais liberais e empresas que prestam serviços em geral. O item mais reclamado desse setor foi o de prestação de serviços geral (serralheria, marcenaria, eletrônicas, entre outros), representado 54% dos casos. O menos reclamado foram as empresas de turismo, com apenas 23 queixas.

O segundo setor mais reclamado foi o de serviços públicos, com 2272 reclamações. Ele envolve serviços de telefonia, água, energia elétrica e cartórios. A telefonia fixa somou 1082 reclamações em 2003, enquanto a celular, 487. O item mais reclamado foram os cartórios, com apenas seis casos.

No setor de Assuntos Financeiros foram registradas 2079 reclamações, sendo que o item bancos acumulou 595 casos. O quarto setor mais reclamado foi o de produtos, com 1854, e o setor menos reclamado do Procon foi o de habitação, com apenas 355 casos.

Reclamações procure o Procon de Juiz de Fora
Horário de funcionamento: De segunda a sexta de 9h às 17h

Procon (Centro)
Procon (Zona Norte)
Avenida Getúlio Vargas, 200
Centro - Juiz de Fora - MG
CEP 36010-110
Telefones: 3690-7005 ou
3690-7006
Avenida Presidente Juscelino Kubtschek, 5351
Nova Era - Juiz de Fora - MG
CEP 36.087.000
Telefone: 3690-7924


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.