• Assinantes
  • Autenticação
  • Seus Direitos


    Tire suas dúvidas com relação ao cartão de crédito

    Considerando apenas as compras pagas pelos brasileiros com a utilização de cartões, atualmente o país registra uma proporção de oito em cada 10 transações a favor do chamado dinheiro de plástico.

    Mas não é nada fácil lidar com essa nova ferramenta do mercado. O cartão de crédito parace bom, porque pode significar compras materiais que, muitas vezes, em dinheiro, não seriam possíveis. Ao mesmo tempo, na era da compulsão, fica cada vez mais difícil tomar conta da fatura no final do mês.

    Anota as dicas para controlar melhor seu cartão e saiba como proceder no caso da nececessidade de alguma reclamação:

    Todas as lojas são obrigadas a aceitar cartão de crédito?

    Não. Somente os estabelecimentos conveniados com as administradoras do seu cartão de crédito são obrigados a aceitá-lo.

    Pode haver diferenciação de preço entre as compras realizadas em dinheiro ou cheque e as efetuadas por cartão de crédito?

    Não. O cartão de crédito é uma modalidade de pagamento à vista, conforme reza o contrato entre o estabelecimento comercial e a administração do cartão. Funciona como se fosse dinheiro. Logo, não cabe a diferenciação de preços.

    Há algum limite para os juros cobrados pelas administradoras dos cartões de crédito no parcelamento da dívida?

    Sim. Como não são instituições financeiras, as administradoras dos cartões de crédito não podem aplicar os juros de mercado. Apenas podem cobrar a multa de 2% pelo atraso no pagamento e taxa de juros de 1% ao mês. O que estiver além disso é ilegal.

    Mesmo não usando o cartão sou obrigado a pagar a anuidade?

    Sim. A anuidade é o pagamento pelo crédito dado ao consumidor. Mesmo sem usar o cartão, o serviço é prestado.

    Como devo proceder se não reconhecer algum valor cobrado na fatura?

    Primeiramente, o consumidor deve entrar em contato com a administradora do seu cartão. Caso não consiga resolver o problema, é necessário procurar ou o Procon ou o Juizado Especial Cível

    Fonte: Em Defesa do Consumidor

    Reclamações procure o Procon de Juiz de Fora
    Horário de funcionamento: De segunda a sexta de 9h às 17h

    Procon (Centro) - Juiz de Fora
    Avenida Independência, 992
    Centro - Juiz de Fora - MG
    Telefone: 156



    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.