SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Já envolto em diversas polêmicas, o filme "Don't Worry Darling", da diretora Olivia Wilde, foi palco de muitas confusões, brigas e até 'sumiços' do set. Novos relatos comentam, inclusive, sobre possível briga de gritos entre a diretora e a atriz protagonista, Florence Pugh.

De acordo com novas informações da revista Vulture, o clima no set de "Don't Worry Darling" estava tenso entre Pugh e Wilde devido ao fato de que "Olivia e Harry só desapareciam" sem explicação nenhuma, disse uma das fontes. O cantor britânico Harry Styles, namorado da diretora, contracena com a aclamada atriz.

Devido a esses sumiços, Florence Pugh e Olivia Wilde teriam começado uma briga, que acabou com gritos ouvidos pelo set e "um longo processo de negociação" entre a atriz e o estúdio Warner Bros. para que ela não deixasse o filme.

"Florence dava sua opinião sobre como uma cena deveria ser gravada quando Olivia não estava lá. Ela até disse 'Estou dirigindo esse filme mais do que você', isso foi gritado em um momento e muitas pessoas ouviram. Isso se espalhou muito rapidamente", afirmou Chris Lee, que escreveu a matéria para Vulture, em um tweet já deletado.

Segundo as alegações, Pugh também se frustrou com a diretora e o cantor britânico devido a sua decisão de participar de um casamento, ao mesmo tempo que davam sermões na equipe e elenco sobre protocolos de Covid-19.

O fato de que Pugh não apareceu em uma grande parte da turnê de imprensa e não comenta muito sobre o longa em suas redes fez com que internautas suspeitem que os bastidores estão ainda mais cheios de 'tretas'.

Essas confusões estão fazendo com que pessoas tenham menos interesse para ver o filme, de acordo com a métrica NRG, no entanto, muitos estão falando sobre esses relatos de comportamento no set.

"Olivia ou é uma gênia louca que descobriu uma maneira de fazer com que mais pessoas vão assistir o longa ou ela não tem nenhuma noção de que está destruindo seu próprio filme", diz uma fonte da Vulture, próxima dos executivos da Warner Bros.