SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Fernanda Passos, viúva de Erasmo Carlos, se pronunciou sobre a morte do artista nesta terça-feira (22). O artista estava internado em um hospital na zona oeste do Rio de Janeiro e faleceu em decorrência de um quadro de paniculite complicada por sepse de origem cutânea, uma inflamação na pele.

"Você transcendeu, quem morreu fui eu! Eu pedi tanto, eu implorei, implorei a Deus, seus médicos, apelei... Vido, não era sua hora, você não quis ir embora, e Deus não te tirou de mim, foi uma doença, foi coisa da vida, e a gente sabe que em alguns momentos a vida é uma bela merda", começou.

"Eu vi você se esvaindo por entre meus braços, e eu vi você com sede de viver, com sede de viver comigo! Você vivia por mim! Foram 12 anos de encontro. Sempre te amei com pressa, com desespero, com dor, com sangue, com lágrimas, meu amor é feroz!", continuou, na legenda da foto dos dois se beijando.

"Preparei a casa para você voltar. Lavei as roupas, lavei as roupas de cama, e com isso perdi seu cheirinho. Amor, logo o cheirinho! Logo eu que não posso viver sem seu cheirinho!", acrescentou. "Vido, você esperou por mim 69 anos... espera mais um pouquinho! A gente vai se encontrar."

O Tremendão, como foi apelidado nos tempos da Jovem Guarda, era casado com Fernanda desde o ano de 2019. Ele deixa dois filhos, Leonardo e Gil, de seu primeiro casamento com Narinha, que morreu em 1995. O velório será fechado à família e amigos íntimos.