SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O cantor Roberto Carlos, 81, se despediu nesta quarta-feira (23) do amigo de fé, irmão camarada e parceiro musical Erasmo Carlos, que morreu aos 81 anos na terça-feira (22). O rei esteve no velório do Tremendão no Memorial do Carmo, no bairro do Caju, no Rio de Janeiro, em cerimônia fúnebre restrita a amigos e parentes.

Visivelmente abatido, Roberto chegou ao local usando uma camisa azul (como sempre), calça jeans e máscara de proteção. Ele cumprimentou os fãs que estavam do lado de fora do crematório e entrou para acompanhar a despedida.

A cantora Rosemary também esteve por lá para dar adeus ao "gigante gentil" e exaltou a personalidade amorosa do amigo. "Muito difícil esse momento. Erasmo sempre foi uma pessoa tão doce e tão amada por todos nós", disse, emocionada.

Marisa Monte, que regravou "De Noite na Cama", música lançada por ele no disco "Carlos, Erasmo", de 1971, também foi ao funeral. "Parceiro, um grande amigo, vai deixar uma saudade enorme e um legado maravilhoso. Ficam canções lindas", disse.

Amigo de Erasmo, o cantor Leo Jaime foi outro a comparecer ao velório. Ele postou nas redes no dia da morte do compositor a foto de um anel que ganhou dele, com as iniciais e um violão. "Este anel é meu talismã", escreveu. Leo é o intérprete de uma das mais belas versões de "Gatinha Manhosa", escrita por Roberto e Erasmo.

Outros famosos que não puderam comparecer ao velório mandaram coroas de flores, como os Detonautas, The Fevers, Jorge Benjor e o casal Boninho e Ana Furtado.