• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Filme O Poço, nova sensação da Netflix


    Victor Bitarello 30/03/2020

    Com viés fortemente religioso cristão, a mais nova sensação da Netflix, o espanhol "O Poço" ("El Hoyo"), conta os dias vividos por Goreng (Iván Massagué), em um local denominado "O Poço".

    As alegorias escolhidas pelo roteiro são bastante interessantes.

    É inevitável, nesta análise, expor fatos do filme. No entanto, isso não atrapalha quem quiser assisti-lo, porque ele ser é um trabalho muito diferente do que costumamos ver.

    Ao acordar naquele ambiente, totalmente comparável ao nascimento neste lugar que chamamos de Terra, Goreng é apresentado a uma única pessoa, Trimagasi (Zorion Eguileor), que acaba por ser quem irá introduzi-lo a tudo de mais básico, em especial o ato de comer. Percebemos no filme que o comer é o grande divisor de águas. Ele diz tudo sobre a história e sobre as pessoas. Ele é a grande preocupação. Trimagasi o cria, o educa e, inclusive, gera seus mais profundos traumas. 

    Amadurecido para viver, Goreng consegue alcançar um momento bom em sua caminhada no local. Conhece Imoguiri (Antonia San Juan), a qual passou a vida toda acreditando que todos os seres humanos são capazes de serem solidários. Que querem aproveitar a oportunidade de irem ao Poço e saírem dele evoluídos. Há um momento muito bonito, que é quando ela o questiona sobre o porquê dele ter escolhido trazer consigo um livro (todos que iam para lá podiam escolher um objeto antes de ir). O livro era "Dom Quixote". De acordo com ela, quem escolheria um livro para ir para lá?

    Afirmei acima que o filme tem caráter cristão. Um dos motivos é esse. O que ficou de Jesus foi sua Palavra, a qual se encontra em um livro celebrado por tantas pessoas no mundo, a bíblia. E assim como na bíblia consta que todos viam somente o lado ruim de Madalena, menos Jesus, que a salva, Goreng vê a humanidade da personagem Miharu (Alexandra Masangkay), por quem se encanta e que muito bem pode ser comparada à figura bíblica.

    Goreng propõe um mundo no qual as pessoas sejam solidárias. E junto com o amigo Baharat (Emilio Buale), a quem ele convence de suas colocações, ele segue pelo Poço espalhando essa nova e possível realidade. E quando consegue enviar a "mensagem" à Administração, não havia mais necessidade dele permanecer ali. Bastava agora aguardar o que fariam com ela.

    Com o uso de atores representando as pessoas mais vulneráveis do mundo atual - e de sempre -, "O Poço" não é uma obra de fácil digestão. Tem um roteiro relativamente arrastado, uma história pesada, mas ganha na criatividade. Porém, se considerarmos a história que conhecemos, pode-se dizer que ele sempre será atual.

    Provavelmente não será o melhor filme da vida de alguém. No meu caso, eu não curto trabalhos em que a intenção crítica fica muito óbvia. Gosto de ir conseguindo perceber e reparar isso aos poucos. O longa se entrega muito rápido e muito fácil. Talvez seja seu principal defeito. Mas de toda forma, vale a pena assistir.

    Victor Bitarello é bacharel em Direito pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), pós-graduado em Direito Penal e Processual Penal e pós-graduado em Direito Processual Civil. Tem experiência enquanto ator de teatro por vários anos, sendo também apreciador e estudioso de cinema. Servidor público do Estado de Minas Gerais, também já tendo atuado como professor de inglês. Graduando em Psicologia. Iniciou como colunista cinematográfico deste Portal em janeiro de 2014.
    Contato: vbitarelloalves@gmail.com

    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.