• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Projeções eletrizantes O cineasta juizforano, Marcos Pimentel, revela um pouco dos seus mil e um planos para os 365 dias de 2007

    Renata Cristina
    Repórter
    02/01/2007

    Após a aprovação do projeto "A arquitetura do corpo" pelo Ministério da Cultura, o cineasta Marcos Pimentel ganhou outro presente para o próximo ano: a aprovação do mesmo projeto pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura para a captação de recursos. O documentário que irá mostrar a dor no universo do ballet, baseado em cinco diferentes personagens, é o único mineiro aprovado pelo Ministério da Cultura. A expectativa é de que as filmagens comecem somente no segundo semestre de 2007.

    Isto porque ainda no primeiro semestre, o cineasta irá rodar Urbe, um estudo sobre o universo urbano atual, também com incentivos da Lei Murilo Mendes. A primeira filmagem acontece em Juiz de Fora, enquanto que "A Arquitetura do corpo"´será rodada em três etapas, em Juiz de Fora, Cataguases e Belo Horizonte.

    Foto Se não bastasse a alegria de poder produzir o que gosta, Marcos Pimentel ainda foi convidado para coordenar a mostra Andorinha Digital, do Festival de Cinema de Países de Língua Portuguesa, que acontece este ano em João Pessoa, na Paraíba. Há espaço na agenda, ainda, para produzir e editar um material sobre "O imaginário popular nas eleições 2006", em parceria com a TV Cultura.

    Nascido em 1977, Marquinhos (como é conhecido entre amigos e familiares) já possui carreira razoavelmente bem traçada. Desde que se tornou diretor independente de documentários em curta-metragem, acumula 15 filmes e mais de 40 prêmios em festivais nacionais e internacionais. "Nada com Ninguém", realizado em Cuba, é o campeão, com 18 prêmios e exibição em 64 festivais.

    Faltou fôlego? Respire fundo e confira a entrevista com o cineasta Marcos Pimentel:

    ACESSA.com - Como surgiu o roteiro de "A arquitetura do corpo"?
    Sempre me senti muito atraído pela beleza plástica do ballet e durante a minha estadia na Alemanha, em 2005, retratei um pouco dessa minha paixão em "Anjos" (2005). Nesse trabalho, senti que queria fazer alguma coisa maior, mais profunda. "A Arquitetura do corpo" é justamente isso. Vai retratar as relações entre dor e beleza no universo do ballet.

    ACESSA.com - Como será o filme?
    O documentário irá retratar a história de cinco diferentes personagens, do mais distintos níveis sociais, culturais e contextos, mas no mesmo campo de atuação, que é o ballet. A dor será o tema principal desse trabalho. cada personagem irá experimentar um processo de dor diferente.

    ACESSA.com - Você pode adiantar quais serão os personagens para gente?
    Acho melhor não. Eles ainda estão sendo especulados e não tenho certeza disso. Posso dizer que cada um será de um mundo diferente.

    ACESSA.com - Como está o calendário para a execução do projeto?
    A pesquisa já está toda pronta e vamos rodar em Juiz de Fora, Belo Horizonte e Cataguases. As filmagens devem começar somente em agosto de 2007, pois tenho que rodar o Urbe antes disso.

    ACESSA.com - Como será o Urbe?
    O Urbe expressa a experiência urbana contemporânea. É um dia comum, em uma cidade qualquer. Vamos sair no centro de Juiz de Fora com uma equipe reduzida e captar o que reflete a cidade atual. É como se fosse um resgate dos filmes da década de 20, que mostravam o contexto urbano.

    ACESSA.com - Há algum lugar de Juiz de Fora em destaque no Urbe?
    Não. Na verdade, o Urbe não identifica a cidade em momento algum. Não é um filme onde Juiz de Fora ganha destaque, mas todas as cidades. Não queria um estereótipo de grande centro ou com paisagens que identifiquem o local, como é o caso do Rio de Janeiro. Por Juiz de Fora ser de porte médio, isso facilita, pois pode representar diversas cidades.

    ACESSA.com - Além desses grandes projetos, há mais planos para 2007?
    Estou envolvido no CINEPORT - Festival de Cinema de Países de Língua Portuguesa, como coordenador da mostra "Andorinha Digital". Também estou divulgando o filme Circo - O maior espetáculo da Terra que acabou de sair do Festival de Havana, em Cuba, e vai para o Rio. Tenho também que finalizar uma série de cinco filmes para a TV Cultura sobre "O imaginário popular nas eleições 2006". Para mim, 2007, promete!

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.