• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Curta agrada internautas do ACESSA.com Escolha foi feita por centenas de internautas
    que votaram em enquete do portal

    Thiago Werneck
    * Colaboração
    07/05/2007

    Uma boa idéia e o conhecimento da linguagem cinematográfica. Foi através desses dois princípios que o cineasta, Cacinho fez o curta "Onde está o barulho", vídeo mais votado na enquete do portal ACESSA.com para escolher o melhor material áudio-visual de Juiz de Fora no You Tube.

    Na votação, inspirada no Oscar do You Tube, o curta de Cacinho ganhou primeiro lugar com um pouco mais da metade dos votos. A história de um músico que com seu violão só consegue reproduzir sons do cotidiano e nenhuma nota musical conduzem a trama de quase seis minutos.

    O filme, realizado por quatro pessoas, tinha tudo para ser um curta de animação. Chargista há mais de 20 anos, Cacinho conta que os personagens reais foram imposição dos professores. "Tínhamos que fazer um trabalho para Faculdade de cinema e eu já tinha essa idéia para fazer uma charge. Mas como tinha um trabalho a ser feito, fizemos com nós mesmos de atores e gostamos muito do resultado", conta.

    O filme traz uma crítica do cotidiano que cada dia está mais agitado. "Na verdade essa é uma forma de mostrar a agitação do dia-a-dia em que vivemos. Muitas vezes artistas bons estão na rua, como um que toca violino no centro da cidade. Ninguém tem tempo de parar para ouví-lo e sua música fica perdida no meio de tanto barulho do cotidiano", salienta Cacinho.

    A vitória no enquete do ACESSA.com anima Cacinho. Ele acredita que essa é mais uma forma de ter o trabalho reconhecido. "Tem muita gente que fez trabalhos na Faculdade e preferiu guardar ao invés de exibir. Eu já coloquei todas as minhas animações e curtas no You Tube e é muito bom saber que nosso trabalho teve reconhecimento do público", ressalta.

    Dica para quem vai começar

    Mão preciso gastar milhões de dólares, como nas super produções holywoodianas, para se fazer um bom curta. A dica de Cacinho é que os amantes da sétima arte apostem nos estudos para poderem desenvolver um bom trabalho. "Quem tem interesse na área deve procurar fazer cursinhos ou se puder até uma Faculdade de Cinema. Ver muitos filmes e making offs também é importante. Para se fazer um bom filme é preciso entender a linguagem cinematográfica", avalia Cacinho.

    A mídia digital é outro fator que facilita as atuais produções. No curta " Onde está o barulho", o único gasto da produção foi o do combustível utilizado no transporte da equipe. Cacinho destaca que nesses casos o que conta é a vontade de se fazer bem feito. "Não basta sair por aí com uma idéia e uma câmera na mão, sem ter noção de planos de filmagem e de como vai ficar esse produto. Mas é sempre interessante ousar e abusar da criatividade", observa.

    Cacinho e o cinema

    Chargista há mais de 20 anos Cacinho hoje se encanta coma a possibilidade de dar vida a seus desenhos. "Eu sempre quis fazer isso e depois que entrei na Faculdade de Cinema me ajudou bastante. Ter noções de que parte do personagem mostrar, saber fazem bem os planos. Foi um curso muito válido e as premiações mostram que tem sido um bom trabalho", acredita.

    Cacinho está com seus esforços voltados para uma nova animação dessa vez em stop motion, quando os movimentos de bonecos de massinha são todos fotografados quadro a quadro. "Desde de dezembro estamos nesse trabalho para animação A história de Seu João das alfaces e desde já coloco partes desse processo de criação no you tube para que o pessoal já possa ir sentindo o gostinho do trabalho que vai ser feito", completa.

    *Thiago Werneck é estudante de Jornalismo na UFJF

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.