• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Cantor está na primeira fila da nova geração de sambistas Bruno Nogueira lança o seu primeiro CD solo Presença do Samba, e pode ser considerado a nova aposta como cantor e compositor do gênero

    Daniele Gruppi
    Repórter
    12/12/2008

    Quem pensa que o Rio de Janeiro é o único berço de sambistas do Brasil, engana-se. Juiz de Fora também revela talentos no estilo musical que é a cara do país. Bruno Nogueira, 28 anos, lança, neste sábado, dia 13 de dezembro, o seu primeiro CD solo Presença do Samba, e pode ser considerado a nova aposta como cantor e compositor do gênero.

    O gosto pelo ritmo e a paixão pelo cavaquinho foram despertados nas rodas de samba na casa dos parentes, que, segundo Nogueira, eram freqüentes. Convivia também no meio de bambas da cidade, como Ministrinho, até que começou a levar o samba a sério. Em 2003, ingressou no Grupo Sambarzinho, quando começou a se apresentar junto com três colegas em casas noturnas, com a proposta de resgatar o samba de raiz.

    Durante cinco anos respondeu pelos vocais da banda, mas optou por seguir carreira solo. Para ele, o samba possui espaço certo em Juiz de Fora. "Nos últimos anos, locais onde não tocavam músicas do gênero abriram a oportunidade e, cada vez mais, o samba conquista o seu espaço."

    Nogueira afirma que a cidade forma um celeiro de artistas, cantores e compositores de qualidade. "É importante beber na fonte dos antigos compositores como Cartola, João Nogueira, Candeia, dentre outros. Estes serão sempre nossos professores, mas há muita gente nova de talento no pedaço."

    O cantor afirma que em suas apresentações não pode deixar de entoar, além das músicas próprias, a canção Não deixa o samba morrer. "É o carro-chefe", revela. Nogueira também se destaca na avenida. É autor do samba-enredo da Unidos do Ladeira de 2008, atual campeã do carnaval de Juiz de Fora. Em 2009, afasta-se do carnaval para se dedicar à divulgação do novo álbum.

    Prato cheio para quem é bamba

    Foto de
Bruno Nogueira A gravação do CD Presença do Samba começou em 2007. É composto por 12 faixas, sendo todas as músicas composições próprias. Registra também a participação dos juizforanos Carol Marques e Thiago Miranda e da carioca Aline Rodrigues. "Já tinha contato com os cantores e surgiu a idéia de convidá-los para o trabalho."

    Nogueira destaca algumas canções do disco, como Tempos de Outrora. "Menciono vários sambas e sambistas antigos que estão esquecidos mas não podemos esquecer." Dom Divino conta com a participação de Carol Marques. "Cito a força do samba nas pessoas que o respiram e digo que o sambista leva o samba para onde for, sem restrições de lugar, crenças ou condições sociais."

    Na linha dos sambas mais românticos com arranjos bem trabalhados está Apuração e Alento. No samba Lá em Mangueira fica evidenciada a paixão de Nogueira pelo carnaval e o amor antigo pela verde e rosa. "Quem é sambista vai ouvir e relembrar bons tempos", garante.

    Músicos que acompanham Bruno Nogueira nos shows
    • Junior -Violão;
    • Fabrício - Cavaquinho;
    • Amanda – Flauta;
    • Moacir – Violão;
    • Rodrigo – Surdo;
    • Jansen – Percussão;
    • Manga – Pandeiro.

    O show de lançamento do CD Presença do Samba pode ser conferido neste sábado, dia 13 de dezembro, no espaço W100 (rua W, 100).

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.