• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Quarta-feira, 20 de maio de 2009, atualizada às 18h12

    Oficinas culturais gratuitas beneficiam estudantes da rede pública

    Clecius Campos
    Repórter

    Os estudantes da rede municipal e estadual de ensino de Juiz de Fora podem participar de oficinas culturais gratuitas, através do Programa Tim Arteducação, lançado nesta quarta-feira, dia 20 de maio. São oferecidas 500 vagas em nove oficinas: jazz, balé, dança de rua, canto, coral, contação de histórias, musicalização, percussão e teatro.

    As inscrições estarão abertas a partir da próxima segunda-feira, dia 25. Os interessados poderão efetuá-las nos seis bairros onde o programa irá funcionar: Alto Grajaú (Escola Municipal Murilo Mendes), Dom Bosco (Escola Estadual Dom Orione), Ipiranga (Escola Municipal Gabriel Gonçalves da Silva), Rosário de Minas (Escola Municipal Helena Antipoff), Vila Esperança (Escola Municipal Áurea Nardelli) e Olavo Costa (Curumim e Igreja Nossa Senhora de Fátima) (ver mapas).

    Podem participar crianças e adolescentes entre 8 e 14 anos, que estejam regularmente matriculados em qualquer escola pública municipal ou estadual. Segundo uma das coordenadoras do projeto em Juiz de Fora, Andréa Gerheim, o objetivo é promover a inclusão social e cultural dos alunos.

    De acordo com o presidente da ONG Humanizarte, Marcelo Andrade, o programa, que completa nove anos de existência no interior de Minas Gerais, chega a Juiz de Fora com quase o dobro do número de oficinas realizadas em outros municípios. "Nas outras experiências começamos o projeto com cinco modalidades. Juiz de Fora vai ganhar nove." Segundo ele, a cidade tem um grande potencial de disseminação cultural através das escolas. "A cultura humaniza a educação que por sua vez forma plateias para as próprias manifestações culturais."

    Um estudo realizado pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) mostra que 91% das crianças e adolescentes participantes do programa melhoram no relacionamento em casa e no desempenho escolar. "Este é um importante instrumento de transformação social", afirma.

    O projeto foi aprovado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais. De acordo com Andrade, R$ 800 mil serão investidos nas 12 cidades que participam da iniciativa: Juiz de Fora, Araxá, Barbacena, Governador Valadares, Lavras, Montes Claros, Poços de Caldas, Uberaba, Uberlândia, Varginha, Viçosa e Ubá.

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.