• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010, atualizada às 18h30

    Curso gratuito para gestores e agentes culturais tem inscrições abertas

    Clecius Campos
    Repórter

    Gestores e agentes culturais de Juiz de Fora podem se inscrever no curso gratuito de Desenvolvimento e Gestão Cultural 2010, produzido pelo Programa Pensar e Agir com a Cultura, em parceria com a Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa). As inscrições podem ser feitas no site do programa ou na sede da Funalfa — avenida Rio Branco, 2234 — até o dia 10 de março. As aulas ocorrem entre 19 de março e 3 de julho, no Museu Ferroviário.

    Para se inscrever, o candidato a uma das 49 vagas deve apresentar um currículo e uma carta justificando o interesse no curso. Os documentos irão identificar a relação do inscrito com a área cultural e seu interesse, justificativa, disponibilidade e compromisso em participar do curso. A lista dos selecionados estará disponível no site do programa e na sede da Funalfa até o dia 16 de março.

    O curso tem 176 horas/aula e é dividido por três eixos: conceitual, prático e experimental. Os alunos terão contato com conteúdos diversos como cultura, diversidade e desenvolvimento, planejamento estratégico na cultura, mecanismos de financiamento e gerência de projetos e programas. Além de aprender metodologias e estratégias específicas e realizar exercícios com a criatividade, a observação, a sensibilidade e a interação.

    De acordo com o coordenador do programa, José Márcio Barros, as aulas dão instrumentos que qualificam os gestores e agentes culturais. Ele salienta a habilitação para elaborar projetos, identificar oportunidades e realizar diagnósticos no ramo cultural. "A intenção é reunir um grupo de pessoas que já atua com a cultura, de diversas áreas, a fim de que a qualificação promova desenvolvimento."

    Barros pontua uma série de resultados alcançados por meio do curso, quando realizado em outras cidades. Em São João del Rei, as aulas mobilizaram os alunos para a realização da Conferência Municipal de Cultura, que terminou com a criação do Conselho Municipal de Cultura. Em Bom Despacho, a reorganização da sociedade civil ajudou a recompor o centro de arte e cultura da cidade.

    A Companhia de Dança Ditarso, que existia em moldes amadores na cidade de Montes Claros, ganhou ares profissionais depois que os bailarinos ingressaram no curso. O município de Valadares viu nascer a Cidade Futuro, um ponto de cultura estável e autossustentável, criado por ex-alunos. "Como podemos ver, o curso permite amadurecimento suficiente para desenvolver o pensamento em forma de trabalho." Além de Juiz de Fora, Belo Horizonte, Itaúna, João Monlevade e Teófilo Otoni receberão a 10ª edição do treinamento.

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.