• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Quinta-feira, 24 de junho de 2010, atualizada às 13h

    Cavalgada Cultural promove doação de livros para crianças do Vale Verde

    Pablo Cordeiro
    *Colaboração

    No próximo sábado, 26 de junho, cerca de 300 crianças e adolescentes envolvidos com o projeto "Mutirão da Meninada do Vale Verde" irão receber a visita dos Cavaleiros da Cultura e a doação de 1.800 exemplares de livros. O evento ocorre no campo de futebol do bairro Vale Verde, a partir das 10h. Na ocasião, também será lançado o livro de poesia Da janela do ônibus, feito pelos jovens do projeto.

    Aberto ao público, serão apresentadas rodas de capoeira, grupos musicais, hip hop, contação de histórias e exposição de uma maquete alusiva aos Cavaleiros da Cultura. Segundo a coordenadora do mutirão, Maria Helena Falcão Vasconcellos, todas as atividades foram preparadas pelas crianças, que irão se dividir para organizar uma parte do evento, como recepção, filmagem, fotografia e intervenções artísticas. 

    "É um trabalho interessante desenvolvido pelas crianças, que se envolvem, criam poesia e fazem as atividades", descreve a educadora e uma das idealizadoras do projeto em 1995. "Começou como um projeto de extensão da UFJF [Universidade Federal de Juiz de Fora] e depois a equipe não quis deixar morrer. Hoje temos uma oficina literária, uma minibiblioteca e 50 crianças participando ativamente", detalha Maria Helena. A equipe conta com quatro pessoas fixas.

    Para um dos cavaleiros e um dos fundadores do grupo de cavalgada, José Antônio Franca Furtado, a satisfação de contribuir para educar as crianças é grande, principalmente pela origem informal da iniciativa. "Surgimos em 2007 em uma cavalgada de Goianá até Barretos. Como o presidente do grupo é neto do arquiteto Oscar Niemeyer, surgiu a sugestão de seu avó para distribuirmos livros durante a cavalgada. Conseguimos 15 mil exemplares na primeira viagem", elucida Furtado.

    Depois, o grupo, em comemoração aos 50 anos de Brasília, rumou para a capital nacional em duas etapas e conseguiu distribuir 150 mil exemplares para os jovens. "O importante é o contato feito previamente. Escolas são contactadas e motivam os alunos a produzirem trabalhos para receber os cavaleiros. É uma coisa maravilhosa", destaca. Segundo ele, às 9h30, de oito a dez cavaleiros vão sair de Santa Luzia em direção ao bairro Vale Verde, pela rua Marciano Pinto.

    *Pablo Cordeiro é estudante do 10º período de Comunicação Social da UFJF

    “Mutirão da Meninada do Vale Verde”

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.