• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura 
    Quinta-feira, 9 de setembro de 2010, atualizada às 12h40

    Escritoras juizforanas concorrem ao 52º Prêmio Jabuti

    Isabela Lobo
    Colaboração*

    As escritoras Leila Maria Fonseca Barbosa e Marisa Rodrigues Timponi estão entre as selecionadas ao Prêmio Jabuti, com o livro "Ismael Nery e Murilo Mendes - Reflexos". A obra está entre as dez melhores na categoria Teoria/Crítica Literária, que avalia trabalhos de cunho conceitual com substrato teórico fundamentado. "Foi a maior surpresa quando ficamos sabendo", comenta a escritora Leila Maria Fonseca Barbosa.

    O livro, resultado de anos de pesquisas das professoras, trata da relação estreita entre o pintor Ismael Nery e o poeta Murilo Mendes e os reflexos nas trajetórias de ambos. A obra, primeira publicação do Museu de Arte Murilo Mendes (MAMM), é apenas mais um fruto da parceria de anos entre Leila e Marisa. "Escrevemos juntas a vida inteira", afirma Leila. Além de livros, as professoras já publicaram diversos artigos, além de comandar o projeto História Literária de Juiz de Fora.

    Para Leila, a indicação representa mais do que reconhecimento de anos de trabalho. "Estamos ampliando a visibilidade da cidade, da universidade e da obra de Murilo Mendes", afirma. Apesar de concorrerem com grandes nomes do Brasil, as escritoras estão satisfeitas com a participação. "Para nós, a indicação já é um prêmio", comenta. A autora ainda conta que foi procurar por seu livro em uma livraria do Rio de Janeiro, sem se identificar como autora da obra, e foi surpreendida pela vendedora. "Ela me disse que estavam mesmo procurando o livro, que tinha sido indicado ao Prêmio Jabuti. Isso já é um reconhecimento", salienta.

    Prêmio Jabuti

    O Prêmio Jabuti, um dos mais tradicionais do Brasil, já está em sua 52ª edição. Todos os anos, escritores e editoras se mobilizam para inscrever seus trabalhos no prêmio, que possui 21 categorias diferentes. Além de contemplar os melhores estilos, o Jabuti também premia as melhores traduções, ilustrações, capas e projetos gráficos.

    A seleção é feita em duas etapas. Na primeira, são selecionadas dez obras em cada uma das categorias. Na segunda etapa, são definidos os três melhores livros nas 21 categorias, além da escolha dos melhores livros do ano de ficção e não ficção. O júri é composto por importantes nomes do mercado editorial e da mídia especializada. Os primeiros lugares levam para casa, além da estatueta, um prêmio no valor de R$ 3 mil. Já os escolhidos como livro do ano faturam R$ 30 mil.

    *Isabela Lobo é estudante do 8º período de Comunicação Social da UFJF.

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.