• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Terça-feira, 26 de outubro de 2010, atualizada às 17h02

    Dia Internacional da Animação traz 11 curtas a Juiz de Fora

    Clecius Campos
    Repórter

    Nesta quinta-feira, 28 de outubro, Juiz de Fora será uma das cidades a exibir curta-metragens em comemoração ao Dia Internacional da Animação. Onze filmes nacionais e estrangeiros serão exibidos em sequência no Museu de Arte Murilo Mendes (Mamm), a partir das 19h30. O evento ocorre simultaneamente em 400 cidades do país. A entrada é franca.

    De acordo com a coordenadora do Dia Internacional da Animação, Luciana Druzina, a cidade integra o evento por ser um dos municípios mineiros atuantes na produção de animações. "Minas Gerais tem uma grande produção, principalmente de curta-metragens. Além disso, Juiz de Fora já tem participado de outras versões do dia, o que torna o evento tradicional para o público da cidade."

    A mostra nacional vai trazer filmes como Tromba Trem - O estrangeiro, de Zé Brandão; Como comer um elefante, de Jansen Raveira; Eu queria ser um monstro, de Marcelo Marão; Doce Ballet, de Lina Fridman e Maira Fridman, Quando as cores somem, de Luciano Lagares e O Divino, de repente, de Fábio Yamaji. "Eu queria ser um monstro foi premiado no Festival Internacional Animamundi e Tromba Trem participou do Edital Animatv, o que lhes confere posição de destaque. O Divino, de repente impressiona pela animação em stop motion, 2D, rotoscopia e pixilation e pelos elementos da cultura repentista. Como comer um elefante é um filme bem divertido e bastante direcionado para o grande público, objetivo do evento."

    Na mostra internacional, ênfase para o ineditismo da participação no Brasil de curtas vindos do Egito, da Indonésia, da África do Sul e Índia. Entre os selecionados da Mostra Internacional, destaque para Pássaros, de Filipe Abranches (Portugal); Kensho, de Daniel Kang (EUA); Zsa Zsa Zsu, de Tromarama (Indonésia) e Hide & Seek, de Sherif Abbas (Egito). "Os vídeos trazem detalhes da cultura dos países, o que acaba nos enriquecendo. O intercâmbio entre as produções de várias partes do mundo alimenta o interesse em outras nações de se integrarem ao movimento." Segundo Luciana, a mostra brasileira foi enviada para 30 países. O Dia Internacional da Animação é organizado internacionalmente pela Associação Internacional do Filme de Animação (Asifa). No Brasil, a realização do evento fica por conta da Associação Brasileira de Cinema de Animação (ABCA).

    Quatrocentas cidades brasileiras comemorarão o dia com a exibição dos filmes. Segundo Luciana, um dos grandes benefícios da realização no interior do país é a possibilidade de proporcionar a experiência do cinema em municípios que não possuem salas. "Em cidades que não têm cinema, o evento se torna uma grande atração e influencia tanto, que aquela população acaba produzindo suas animações e participando também do festival. É muito bacana."

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.