Segunda-feira, 6 de dezembro de 2010, atualizada às 12h16

Estranho Farol dos Cacos vence 2º Festival de Cenas Curtas

Clecius Campos
Repórter

O teatro do absurdo arrebatou os jurados e deu ao esquete Estranho Farol dos Cacos a vitória no 2º Festival de Cenas Curtas. Com direção de Tom Brynner e texto de Felipe Moratori, a história de um menino cego, que aguarda a chegada de desconhecidos em um farol despedaçado, levou o troféu de campeão e o prêmio de R$ 1.500. A final do festival ocorreu no último sábado, 4 de dezembro.

Segundo estimativa da Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa), 160 pessoas prestigiaram a final do concurso, realizada no Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM). Ao longo dos quatro sábados, em que ocorreram as etapas classificatórias e a final, mais de 500 pessoas passaram pelo local.

Três outros esquetes também foram premiados pelo festival. Quarta-feira de Cinza, de Zezinho Mancini, ficou com o segundo lugar, levando troféu e prêmio de R$ 1.000. A cena mostra um diálogo perigoso, capaz de mudar o tempo e anunciar tempestades. A terceira colocação no festival foi dada a Psicos, dirigido por atores Tairone Vale, Marcos Bavuso, Samir Amaral e Tarcízio Dalpra Jr. O grupo, que também encena o esquete, levou R$ 500. O Prêmio Destaque agraciou a trilha sonora original de A teoria do que poderia ter sido, composta por Chadas Ustuntas.

Ao todo, dezenove cenas dos mais variados gêneros foram apresentadas durante as três etapas eliminatórias. Desse total, sete esquetes foram selecionados pelos jurados e reapresentados na final.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.