• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Festa segmentada é a bola da vez na noite juiz-forana

    De quarta a sábado, o sertanejo universitário é o preferido das casas noturnas na hora de dar exclusividade na noite para apenas um estilo musical

    Nathália Carvalho
    Repórter
    18/8/2012
    Balada de Juiz de Fora

    Hoje é samba, amanhã é sertanejo, depois, funk, passando um dia pelo pagode e outro pelo eletro. As opções para quem quer curtir a noite em Juiz de Fora variam de estilo e de público mas, de acordo com pesquisa realizada pelo Portal ACESSA.com, as casas noturnas têm adotado uma segmentação de ritmo cada vez maior.

    Opções não faltam. Cada estabelecimento escolhe um dia para dedicar a um estilo musical e, normalmente, ficam atentos para que a data não coincida com a de outra casa. O sertanejo universitário, por exemplo, é considerado a bola da vez e está presente na maioria das boates da cidade, com a exclusividade de um dia da semana. Quem curte o som pode encontrá-lo toda quarta-feira na W Ultra Lounge e às quintas-feiras no Bar da Fábrica e na Mansão. Já nas sextas-feiras, o sertanejo ganha espaço na Toca da Raposa e, nos sábados, embala as festas no Sesi Campestre.

    De acordo com o relações públicas da W, Daniel Loures, o público na casa é bem variado ao longo da semana, mas existem aquelas pessoas que optam para ir apenas em um dia da semana, conforme o estilo da noite. "Temos o público fiel da quarta-feira, pessoas que saem para ir a um barzinho, ver uma partida de futebol, e depois querem curtir uma balada. É a noite mais cheia da casa, mesmo sendo no meio da semana. O sertanejo está dando muito certo, é um investimento que dá retorno", explica.

    Segundo Loures, nos últimos três meses, a casa tem ficado com capacidade máxima no sertanejo. Já o funk, por exemplo, fica em segundo lugar. "Alternamos ele entre sexta e sábado. Temos pessoas que só comparecem na casa para curtir esse tipo de som."

    E quem também adota uma lógica na hora de escolher o estilo que irá embalar a noite é o promoter de uma das mais novas casas de show de Juiz de Fora, Gustavo Barros. Segundo ele, a Mansão dedica sempre a quinta-feira ao sertanejo, único estilo que possui dia certo na semana. "Não acredito muito nessa questão de tribos em Juiz de Fora, acho que as pessoas procuram os lugares pela qualidade da música e pelo ambiente. Mas é claro que não tem como negar que o sertanejo está estourado, é uma febre e lota qualquer boate", explica. Reggae, pop, rock e samba são outros estilos possíveis de encontrar na noite da Mansão, porém, sem dia definido.

    A escolha da noite

    Para a dentista Sônia Paschoalin, festa boa é aquela regada a música de qualidade e noite agradável. Ela, que é denominada passista do grupo Segredo, costuma escolher os lugares onde vai haver apresentação de samba. "Sou movida a música e não consigo ficar parada. Acredito que a cidade esteja crescendo no número de lugares que oferecem noites de samba e acompanho as bandas que eu gosto nos locais onde elas tocam", explica. Segundo Sônia, ela costuma ir em festas de tecno e eletro também, mas dá preferência para o lugar que ofereça o samba.

    Já a gerente de loja, Dayanna Nelo, não perde a oportunidade de curtir o sertanejo. "Eu vou às festas que oferecem mais opção musical. Não gosto de ir naquelas que tocam o mesmo som do início ao fim, como é o caso do eletro, acho que enjoa. Eu acompanho o sertanejo e o funk que tem nas boates de Juiz de Fora toda semana. Não deixo de ir, vou só pelo som mesmo", declara.

    Os textos são revisados por Mariana Benicá

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.