Jovens fazem manifestação nas ruas do Centro de JF

Por

Jornada Nacional de Lutas da Juventude defende bandeiras de transformação política e social

Envie a sua foto pelo link SUA NOTÍCIA, clique aqui
11/4/2013

manifestacao

Com cartazes e panfletos, cerca de 30 jovens fizeram uma manifestação nas ruas do Centro de Juiz de Fora. Com o apoio de várias entidades da sociedade civil, eles conclamaram quem passava na via a defender pontos como a melhoria da educação, combate à desigualdade e ao preconceito, e o fim da violência contra jovens e mulheres.

O grupo também anunciou uma reunião pública pela retirada das tropas brasileiras do Haiti, que vai ocorrer na segunda-feira, 15 de abril, no plenário da Câmara. O senador haitiano Jean Charles Moise estará presente.

A representante do grupo Juventude e Revolução, Renê Eberle, explicou que atos como este estão ocorrendo em todo o país, e que, em Juiz de Fora, optou-se por fazer intervenções pontuais. Além de distribuir panfletos, o grupo colocou uma faixa no Calçadão, criticando o que chamaram de "extermínio de jovens pela Polícia Militar (PM)". Segundo eles, mais de 386 mil jovens foram assassinados no Brasil nos últimos 30 anos, sendo 70% deles negros.


">

Jovens fazem manifestação nas ruas do Centro de JF

Jornada Nacional de Lutas da Juventude defende bandeiras de transformação política e social

Envie a sua foto pelo link SUA NOTÍCIA, clique aqui
11/4/2013

manifestacao

Com cartazes e panfletos, cerca de 30 jovens fizeram uma manifestação nas ruas do Centro de Juiz de Fora. Com o apoio de várias entidades da sociedade civil, eles conclamaram quem passava na via a defender pontos como a melhoria da educação, combate à desigualdade e ao preconceito, e o fim da violência contra jovens e mulheres.

O grupo também anunciou uma reunião pública pela retirada das tropas brasileiras do Haiti, que vai ocorrer na segunda-feira, 15 de abril, no plenário da Câmara. O senador haitiano Jean Charles Moise estará presente.

A representante do grupo Juventude e Revolução, Renê Eberle, explicou que atos como este estão ocorrendo em todo o país, e que, em Juiz de Fora, optou-se por fazer intervenções pontuais. Além de distribuir panfletos, o grupo colocou uma faixa no Calçadão, criticando o que chamaram de "extermínio de jovens pela Polícia Militar (PM)". Segundo eles, mais de 386 mil jovens foram assassinados no Brasil nos últimos 30 anos, sendo 70% deles negros.


Jovens fazem manifestação nas ruas do Centro de JF

Jornada Nacional de Lutas da Juventude defende bandeiras de transformação política e social

Envie a sua foto pelo link SUA NOTÍCIA, clique aqui
11/4/2013

Com cartazes e panfletos, cerca de 30 jovens fizeram uma manifestação nas ruas do Centro de Juiz de Fora. Com o apoio de várias entidades da sociedade civil, eles conclamaram quem passava na via a defender pontos como a melhoria da educação, combate à desigualdade e ao preconceito, e o fim da violência contra jovens e mulheres.

O grupo também anunciou uma reunião pública pela retirada das tropas brasileiras do Haiti, que vai ocorrer na segunda-feira, 15 de abril, no plenário da Câmara. O senador haitiano Jean Charles Moise estará presente.

A representante do grupo Juventude e Revolução, Renê Eberle, explicou que atos como este estão ocorrendo em todo o país, e que, em Juiz de Fora, optou-se por fazer intervenções pontuais. Além de distribuir panfletos, o grupo colocou uma faixa no Calçadão, criticando o que chamaram de "extermínio de jovens pela Polícia Militar (PM)". Segundo eles, mais de 386 mil jovens foram assassinados no Brasil nos últimos 30 anos, sendo 70% deles negros.