• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Terça-feira, 6 de janeiro de 2015, atualizada às 10h57

    Museu Mariano Procópio será reaberto no meio deste ano, afirma Bruno Siqueira

    Eduardo Maia
    Repórter
    Prefeito

    A convite do prefeito Bruno Siqueira (PMDB), a imprensa acompanhou detalhes das obras de restauração do Museu Mariano Procópio e da Villa Ferreira Lage na manhã desta terça-feira, 6 de janeiro. A previsão, segundo Bruno, é de que o museu seja reaberto para visitas coordenadas em meados deste ano.

    Bruno afirma que as obras desta etapa, orçada em aproximadamente R$ 5 milhões, estão dentro do cronograma. "O recurso está sendo empregado na restauração da Villa Ferreira Lage e também do lanternim e a claraboia do prédio Mariano Procópio. Terminadas essas etapas, vamos procurar os governos federal e estadual para complementar os recursos", afirma.

    A proposta da Prefeitura, em parceria com a superintendência do Museu, é de reabertura à visitação coordenada para estudantes e público em geral, a partir do meio deste ano. "Não será uma abertura total da Villa e do Museu, mas para que a população perceba os trabalhos de restauração e também possa tomar conhecimento do acervo", explica.

    Projetos

    O prefeito afirmou, ainda, que o orçamento necessário para a conclusão de toda a obra de restauração supera o montante de R$ 15 milhões. Ele acredita que a nomeação do ex-presidente do Instituto Brasileiro de Museus, Angelo Oswaldo, para o cargo de Secretário de Estado de Cultura de Minas Gerais pode impulsionar a captação de mais recursos.

    "É nosso amigo pessoal, já recebeu o título de cidadão honorário de Juiz de Fora e acredito que minha relação pessoal com ele facilitará os trâmites junto ao governo do Estado e , consequentemente, pode ser uma ponte com o Ministério da Cultura", diz. Presente na visita, o superintendente do Museu, Douglas Fasolato, destacou que é ainda necessária a formalização de projetos para que estes recursos possam ser viabilizados.

    Obras MUSEU

    Acervo

    Enquanto as salas de exposição permanecem tomadas por andaimes, o acervo do Museu encontra-se devidamente armazenado em salas de reserva, no interior do prédio Mariano Procópio. Entre as peças estão telas e louças de alto valor artístico, relógios, oratórios, armas e o mobiliário da casa do fundador.

    Fundado em 1922 pelo colecionador Alfredo Ferreira Lage, o Museu Mariano Procópio possui um acervo de mais de 55 mil peças. O conjunto, que engloba o parque, o museu e o acervo, pertence à Juiz de Fora desde 1936, quando foi doado por Lage. Entre as peças que abriga estão o quadro de Tiradentes esquartejado que já foi estudado por diversos historiadores, o fardão de D. Pedro II, o trono e muitas louças da Companhia das Índias Orientais, além de diversos documentos assinados pelo imperador.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.