• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Mostra do fotógrafo Wagner Emerich reúne 20 foliões da velha-guarda de Juiz de Fora

    A abertura da exposição será nesta quarta-feira, 1° de fevereiro, no Jardim Norte

    Angeliza Lopes
    Repórter
    30/01/2017
     

    fotoEm ensaios nostálgicos ao som das marchinhas imortalizadas, 20 foliões da velha-guarda de Juiz de Fora foram fotografados pelas lentes de Wagner Emerich. A seleção de imagens carnavalescas forma a nova série do projeto “Folia em branco e preto” do fotógrafo, que será exposta no mall do Shopping Jardim Norte. As fotos inéditas contam um pouco da história do Carnaval da cidade através de homens e mulheres que vivenciaram os anos gloriosos da festa dos confetes e serpentinas. A abertura será na próxima quarta-feira, 1° de fevereiro, às 19h.

    Emerich recorda que o projeto começou de forma bem despretensiosa. “A ideia de criar uma série com esta temática surgiu do pedido de uma amiga, para que eu fizesse fotos dela com roupas de carnaval”. Em 2015, quando iniciou o projeto, foram fotografadas pessoas que curtiam a folia e já tinham alguma fantasia em casa. No ano seguinte, ele pensou em retomar as fotos que não conseguiu fazer na primeira edição. Foram 24 cliques de pequenos foliões de 7 meses a 11 anos e um filhote de golden retriever de 3 meses. As duas mostras foram expostas durante o pré-carnaval juiz-forano, no Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM).

    Para 2017 - ano em que será comemorado 50 anos dos Desfiles de Escola de Samba de Juiz de Fora nas passarelas - com a regravação dos melhores enredos das agremiações, a proposta é dar espaço a velha-guarda. “Desta vez eu que fui atrás dos voluntários para nova exposição. Com ajuda do Centro de Atenção ao Idoso consegui o contato de alguns integrantes do bloco 'Recordar é Viver'. Também liguei para escolas de samba e ainda rolaram indicações pelo Facebook."

    Uma das carnavalescas que faz parte da exposição, recorda muito bem o início das escolas de samba. O primeiro desfile que Mariana Venâncio Lopes, de 61 anos, participou pela Escola de Samba Real Grandeza, com tema Circo, terá seu enredo regravado este ano. “Eu fazia parte da ala dos palhaços. Foi minha primeira experiência na passarela do samba. Nos outros anos fui me envolvendo cada vez mais e cheguei a ser a rainha de bateria dois anos consecutivos 1976 e 77”, lembra.

    O fotógrafo conta que tentou reunir não só idosos que participaram oficialmente da folia na cidade, mas todos que viveram boas histórias no carnaval. Para envolver os participantes durante os ensaios, Wagner brinca que levou os blocos de rua para dentro do estúdio. "As sessões de fotos foram muito especiais. Coloquei marchinha para tocar. Dançaram e contaram histórias do Carnaval da época deles. Mas, para mim, o momento mais emblemático foi ao fotografar a dona Fara de 99 anos. Ela chegou andando no estúdio, posou em pé, jogou confete para o alto. Me marcou muito toda esta energia!”.

    fotoQuase centenária, o amor pelo samba de Farailde Guedin encanta. A última vez que desfilou no carnaval foi em 2007, mas sente até hoje o batuque que emociona. “Estava numa satisfação. No início ficou inibida, mas quando começou a tocar as marchinhas, vi que cantou baixinho, só para ela. Fiquei emocionada!”, conta a filha de Fara, Ana Maria Braida, 68, que acompanhou a mãe no ensaio e também posou para o projeto. “Estamos ansiosas para ver as fotos na abertura. Vai ser muito chique!”, brinca Ana, que é presidente do Bloco do Batom.

    As fotografias impressas no tamanho 60cm X 90cm de Emerich ficarão expostas até o dia 28 de fevereiro e a visitação é gratuita.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.